Início do conteúdo

Qual o procedimento deve ser seguido por quem deseja relatar um evento adverso após receber a vacina Covid-19 (recombinante)?

Qual o procedimento deve ser seguido por quem deseja relatar um evento adverso após receber a vacina Covid-19 (recombinante)?

15/04/2021
Compartilhar:

Atualizado em 10/06/2021: Qualquer pessoa que apresentar um evento adverso pós-vacinação com a vacina Covid-19 (recombinante) pode entrar em contato com Bio-Manguinhos pelo link: https://www.bio.fiocruz.br/index.php/br/fale-conosco-bio/atendimento. Também é possível entrar em contato através do Serviço de Atendimento ao Cliente pelo e-mail sac@bio.fiocruz.br ou pelo telefone 08000 210 310 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h). Já os profissionais de saúde devem notificar os eventos adversos pós-vacinação observados nas unidades de saúde ao Programa Nacional de Imunizações por meio do e-SUS Notifica, pelo link: https://notifica.saude.gov.br/onboard.

 

Informações retiradas da bula:

- Quando não devo usar este medicamento?
Você não deve receber a vacina Covid-19 (recombinante) se já teve uma reação alérgica grave ao princípio ativo ou a qualquer dos ingredientes da vacina Covid-19 (recombinante). Os sinais de uma reação alérgica podem incluir erupção cutânea (manchas vermelhas na pele) com coceira, falta de ar e inchaço da face ou da língua. Contacte imediatamente o seu médico ou profissional de saúde ou dirija-se imediatamente ao pronto-socorro do hospital mais próximo se tiver uma reação alérgica. Se você não tiver certeza quanto a isso, converse com o seu profissional de saúde. 

 

- Quais os males que este medicamento pode me causar?
Como todos os medicamentos, essa vacina pode causar efeitos colaterais, apesar de nem todas as pessoas os apresentarem. Em estudos clínicos com a vacina, a maioria dos efeitos colaterais foi de natureza leve a moderada e resolvida dentro de poucos dias, com alguns ainda presentes uma semana após a vacinação. Se efeitos colaterais como dor e/ou febre estiverem incomodando, informe o seu profissional de saúde, ele poderá indicar o uso de algum medicamento para alivio destes sintomas, como por exemplo medicamentos contendo paracetamol.

 

Os efeitos colaterais que ocorreram durante os estudos clínicos com a vacina covid-19 (recombinante) foram: 

 

Muito comum (pode afetar mais de 1 em cada 10 pessoas)

- Sensibilidade, dor, sensação de calor, vermelhidão, coceira, inchaço ou hematoma (manchas roxas) onde a injeção é administrada
- Sensação de indisposição de forma geral
- Sensação de cansaço (fadiga)
- Calafrio ou sensação febril
- Dor de cabeça
- Enjoos (náusea)
- Dor nas articulação ou dor muscular

 

Comum (pode afetar até 1 em cada 10 pessoas)

- Um caroço no local da injeção
- Febre
- Enjoos (vômitos)
- Sintomas semelhantes aos de um resfriado como febre alta, dor de garganta, coriza (nariz escorrendo), tosse e calafrios

 

Incomum (pode afetar até 1 em cada 100 pessoas)

- Sensação de tontura
- Diminuição do apetite
- Dor abdominal
- Linfonodos (ínguas) aumentados
- Sudorese excessiva, coceira na pele ou erupção na pele

 

Em ensaios clínicos, foram notificados casos muito raros de eventos associados a inflamação do sistema nervoso, que podem causar dormência, sensação de formigamento e/ou perda de sensibilidade. No entanto, não está confirmado se esses eventos foram devido à vacina. Se você observar qualquer efeito colateral não mencionado nessa bula, informe o profissional de saúde. 

 

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.

Perguntas relacionadas

Coronavírus
Notícias, vídeos e outras informações sobre a pandemia

Avalie esta resposta

Voltar ao topoVoltar