Início do conteúdo

Ações e Programas


Com a missão de produzir, disseminar e compartilhar conhecimentos e tecnologias voltados para o fortalecimento e a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS) e que contribuam para a promoção da saúde e da qualidade de vida da população brasileira, para a redução das desigualdades sociais e para a dinâmica nacional de inovação, tendo a defesa do direito à saúde e da cidadania ampla como valores centrais, a Fiocruz realiza suas ações no âmbito dos seguintes eixos:

•    Eixo 1: Atenção, Promoção, Vigilâncias, Geração de Conhecimentos e Formação para o SUS;
•    Eixo 2: Ciência, Tecnologia, Saúde e Sociedade;
•    Eixo 3: Inovação e Complexo Produtivo em Saúde;
•    Eixo 4: Saúde e Sustentabilidade Socioambiental;
•    Eixo 5: Saúde, Estado e Cooperação Internacional.

Ressaltamos que a Fiocruz passou pelo processo congressual durante o ano de 2017 e as diretrizes estratégicas serão atualizados à luz das teses que foram defendidas e aprovadas no VIII Congresso Interno da Fiocruz, realizado em dezembro de 2017. Desta forma deverão ser instituídas, no período pós-congressual, novas diretrizes estratégicas para nortear a atuação da Instituição no quadriênio 2018-2021. Em consonância com as diretrizes de governo, ações, programas/iniciativas da Fiocruz se alinham às estratégias de médio prazo do governo, denominado de Plano Plurianual do Governo Federal.

Plano Plurianual (PPA)
A Constituição Federal de 1988 instituiu o Plano Plurianual (PPA) como principal instrumento de planejamento de médio prazo do governo brasileiro. O PPA estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública Federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada, conforme disposto na Constituição Federal.

O Plano Plurianual do Governo Federal vigente é o PPA 2016-2019, disponível no sítio do Ministério de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP). No PPA do Governo Federal, a Fiocruz contribui diretamente com metas e iniciativas, que também contribuem com as orientações estratégicas da Fiocruz, e são periodicamente avaliadas e adequadas às novas necessidades de planejamento do Governo e da Instituição.

A participação da Fiocruz no Plano Plurianual de Governo se dá através de um conjunto de projetos institucionais expressos na forma de iniciativas e/ou metas que contribuem para os Objetivos Estratégicos setoriais.

Para a elaboração do PPA 2016-2019, a Fiocruz participou de oficinas de construção dos objetivos estratégicos do Ministério da Saúde e do Ministério da Ciência e Tecnologia e estabeleceu sua contribuição, neste PPA, para os Objetivos do Ministério da Saúde, concentrados no Programa Temático 2015 - Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Diferente de planos plurianuais anteriores, a Fiocruz não possui sob sua responsabilidade Objetivos estabelecidos no PPA 2016-2019. Contudo, estão sendo monitoradas 18 iniciativas/metas individualizadas da Fiocruz, que contribuem diretamente para os seguintes objetivos do Ministério da Saúde:

• 0713 Ampliar e qualificar o acesso aos serviços de saúde, em tempo adequado, com ênfase na humanização, equidade e no atendimento das necessidades de saúde, aprimorando a política de atenção básica e especializada, ambulatorial e hospitalar.

• 0714 Reduzir e prevenir riscos e agravos à saúde da população, considerando os determinantes sociais, por meio das ações de vigilância, promoção e proteção, com foco na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, acidentes e violências, no controle das doenças transmissíveis e na promoção do envelhecimento saudável.

• 0721 Promover, para as necessidades do SUS, a formação, a educação permanente, a qualificação, a valorização dos trabalhadores, a desprecarização e a democratização das relações de trabalho.

• 0724 Fortalecer as instâncias do controle social e os canais de interação com o usuário, com garantia de transparência e participação cidadã.

• 0727 Promover a produção e a disseminação do conhecimento científico e tecnológico, análises de situação de saúde, inovação em saúde e a expansão da produção nacional de tecnologias estratégicas para o SUS.

• 1120 Aprimorar e implantar as Redes de Atenção à Saúde nas regiões de saúde, com ênfase na articulação da Rede de Urgência e Emergência, Rede Cegonha, Rede de Atenção Psicossocial, Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, e da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas.

Macroprocessos e Ações orçamentárias
A Fiocruz adota um modelo de planejamento participativo em seus planos anuais e nos planos de médio e longo prazo. Este modelo traz desafios referentes tanto à coordenação interna entre os processos de planejamento das diversas unidades quanto ao alinhamento do processo de planejamento Fiocruz com os planos governamentais.

Tendo em vista a participação efetiva da Fiocruz na elaboração do PPA do Governo Federal, as ações orçamentárias utilizadas pela instituição refletem os principais macroprocessos de atuação institucional. Desta forma, a condução dos macroprocessos na Fiocruz se dá por meio do monitoramento e análise dessas ações, que são sistematizadas conforme quadro abaixo.

Fonte: Cogeplan, 2017

Relatório de Gestão

Uma importante fonte de consulta sobre a atuação da Fundação como órgão de ciência e tecnologia do Ministério da Saúde é o Relatório de Gestão (RG). Ele é elaborado com a participação de diversas unidades e instâncias da Fiocruz. É uma prestação de contas para o Governo Federal e para a sociedade. Nele estão descritos e analisados o modelo de planejamento e gestão, a complexidade e a diversidade das ações desenvolvidas pela Fundação a cada ano.

. Relatório de Gestão 2017
Relatório de Gestão 2016
Relatório de Gestão 2015
Relatório de Gestão 2014
Relatório de Gestão 2013
Relatório de Gestão 2012
• Relatório de Gestão 2011
Relatório de Gestão 2010
Relatório de Gestão 2009
Relatório de Gestão 2008
Relatório de Gestão 2007
Relatório de Gestão 2006
Relatório de Gestão 2005
Relatório de Gestão 2004
Relatório de Gestão 2003
Relatório de Gestão 2002

Voltar ao topoVoltar