Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

25/11/2019

Mitos e Verdades sobre a doação de sangue


Por: Mayra Malavé Malavé (IFF/Fiocruz)


Todos os anos, em 25 de novembro, é comemorado no Brasil o Dia do Doador Voluntário de Sangue. A data visa informar e conscientizar a população sobre a importância de ser doador. Além disso, serve para homenagear todas as pessoas que investem um tempo do seu dia para através da doação, contribuir com a saúde dos outros que precisam de sangue, inclusive para sobreviver.
 
Segundo dados publicados pelo Ministério da Saúde (MS) em junho deste ano, 16 a cada mil habitantes doam sangue no Brasil, percentual que corresponde a 1,6% da população brasileira – dentro dos parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS), que indica como desejável que 1% a 3% da população de cada país seja doadora. Apesar de o país ter um número estável de doações, o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) reforça a promoção da doação de sangue, pois, só através das doações voluntárias regulares pode ser garantida a disponibilidade de sangue para quem precisar, nos estoques das unidades de saúde em todo o Brasil.
 
Conforme informado pelo serviço de Hemoterapia do IFF/Fiocruz, entre janeiro e outubro de 2019 foram realizadas um total de 447 transfusões de sangue só na instituição. No mesmo período o Instituto encaminhou 287 possíveis doadores para o Hemocentro coordenador do Estado do Rio de Janeiro (Hemorio), e coletou 227 bolsas de sangue, sendo que o índice de reposição de hemocomponentes recebidos nesse período na instituição foi de 52,91%, percentual muito baixo considerando que é quase a metade do sangue usado. Por essa razão é essencial aproveitar a data para incentivar o público a se tornar doador voluntário, pois se não é possível repor o estoque utilizado, poderia haver prejuízo da assistência adequada.

Confira mitos e verdades sobre a doação de sangue. No caso de dúvidas, o Disque Sangue está disponível de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 7h às 17h, através do: 0800 282 0708
 
Embora hoje, talvez a maioria da população conheça a importância da doação de sangue, ainda são muitos os mitos que afastam as pessoas do ato de doar. Por isso, abaixo a cocoordenadora de Hemoterapia do IFF/Fiocruz, Maria Cristina Pessoa dos Santos esclareceu o que é mito e o que é verdade quando se fala deste assunto:
 
Doar pode prejudicar a saúde do doador (M)
MCP: Após uma doação, o sangue tende a voltar ao normal rapidamente e, portanto, não há fraqueza. O volume de sangue coletado é baseado no peso e na altura do doador. Além disso, o organismo repõe todo o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação.
 
Só podem doar sangue maiores de idade (M)
MCP: Adolescentes de 16 e 17 anos podem doar sangue. Fisicamente eles já estão aptos para doar sangue, desde que cumpram todos os requisitos básicos para doação, mas por serem menores de 18 anos, precisam de autorização dos pais ou responsável.
 
Pessoas com menos de 50 kg não podem doar (V)
MCP: O peso do voluntário deve ser a partir de 50 quilos.
 
Idosos não podem doar sangue (V)
MCP: Em 2013, houve aumento na idade máxima dos doadores de sangue pelo Ministério da Saúde. Atualmente, pessoas entre 16 e 69 anos podem realizar o ato de doação.
 
Doar engorda (M)
MCP: Não engorda nem emagrece. O volume de liquido é reposto em 24 horas.
                                              
O doador não tem risco de contagio de doenças (V)
MCP: Verdade, pois todo o material utilizado é descartável, não há contato com sangue de outra pessoa. 
 
Não posso doar sangue após ter sido vacinado (V)
MCP: É recomendado levar a carteira de vacinação no dia da doação. Vacinas para hepatite B, impedem a doação por 48 horas. Já a vacina da influenza (gripe) impede a doação por quatro semanas.
 
Quem teve dengue nunca mais pode doar sangue (M)
MCP: Mentira. O organismo cria anticorpos contra as infecções virais e com isso o virus é neutralizado. Há um período de quarentena de um mês entre a infecção e a liberação para a doação. No caso de dengue hemorrágica, o período é de seis meses.
 
O doador não vai sentir falta desse sangue no seu corpo (V)
MCP: A reposição do volume de plasma ocorre em 24 horas e a dos glóbulos vermelhos em 4 semanas. Entretanto, para o organismo atingir o mesmo nível de estoque de ferro que apresentava antes da doação, são necessárias 8 semanas para os homens e 12 semanas para as mulheres.
 
Mulheres não pode doar sangue durante a menstruação (M)
MCP: A perda de sangue que ocorre durante a menstruação é uma perda prevista pelo corpo da mulher e seu organismo está adaptado a fazer a reposição necessária. Em cada doação de sangue são coletados em torno de 450 mL de sangue, o que corresponde menos de 10% do total de volume sanguíneo. Essas células sanguíneas doadas são repostas pelo organismo ao longo do tempo e não fará falta no desempenho das funções metabólicas da pessoa que doou. Por isso, a doação de sangue durante o período menstrual não apresenta nenhum risco à saúde da mulher. A candidata será avaliada em uma triagem que avaliará se o hematócrito está bom para a doação.
 
Doar sangue é um processo rápido, não é demorado (V)
MCP: Em média, na primeira doação, do momento em que doador entra no banco de sangue até o fim de todos os procedimentos, ele gasta em torno de duas horas. Nas próximas vezes, o tempo gasto é entre 60-75 minutos.
 
Quem tem piercing e tatuagem não pode doar (M)
MCP: Apenas pessoas com piercing na boca não podem doar sangue pois a boca está mais receptiva a infecções. Elas só estão aptas a doar 12 meses após a retirada. Pessoas que fizeram tatuagem, maquiagem definitiva e outros processos com perfuração da pele devem esperar 12 meses para voltar a doar sangue.
 
Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem doar (V)
MCP: As lactantes devem aguardar 12 meses após o parto. E no período pós-parto, a mulher poderá ser doadora após 90 dias, em casos de parto normal e 180 dias em cesárias.
 
É preciso não ingerir alcoólicos antes de doar sangue (V)
MCP: Para doar sangue é preciso que você não tenha ingerido álcool nas últimas 12 horas.
 
Torne-se voluntário
Doar sangue é um ato de solidariedade que ajuda a salvar milhares de vidas através das transfusões de sangue. Os interessados em se tornar doadores voluntários no Rio de Janeiro podem ligar para o Disque Sangue: 0800-2820708 ou acessar o site do Hemorio para mais informações.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar