Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

04/02/2019

Fiocruz celebra Dia Internacional das Mulheres na Ciência


Por: Daniela Rangel (Agência Fiocruz de Notícias)


A Fundação Oswaldo Cruz vai celebrar o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência com uma roda de conversa com a participação de diversas pesquisadoras da instituição. O evento acontece no dia 11 de fevereiro, a partir das 9h, no auditório do Museu da Vida, no campus Manguinhos.

A comemoração da data marca o compromisso da Fiocruz com a promoção da equidade de gênero na Ciência, em consonância com as diretrizes institucionais e com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável(ODS) definidos na Agenda 2030. A ideia é que a roda de conversa seja um espaço de diálogo e a reflexão, a partir dos depoimentos de mulheres cientistas sobre suas trajetórias e visões.

O Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência foi instituído em 2015 pela Assembleia das Nações Unidas. Em 2019, sob a liderança da Unesco e da ONU Mulheres, serão realizadas, em diversos países, atividades que visam dar visibilidade ao papel e às contribuições fundamentais das mulheres nas áreas de pesquisa científica e tecnológica.

A atividade será aberta pela presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, e contará com as participações das pesquisadoras da Fundação:

•    Helena Assumpção – Associação de Pós-Graduandos da Fiocruz;
•    Márcia Chame – Programa Institucional Biodiversidade & Saúde;
•    Maria Cecília Minayo – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca;
•    Maria do Carmo Leal – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca;
•    Maria Elisabeth Lopes Moreira – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira;
•    Mychelle Alves – Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde;
•    Patrícia Brasil – Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas;
•    Yara Traub-Cseko – Instituto Oswaldo Cruz.

Assista abaixo o vídeo da presidente Nísia Trindade Lima falando sobre a participação da Fundação neste movimento de fortalecimento da discussão sobre gênero e ciência.

 

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar