Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Férias na Fiocruz: conheça a programação do Museu da Vida

06/01/2020

Fonte: Museu da Vida

Compartilhar:

A visita ao Museu da Vida está cheia de atrações com muita ciência e diversão. A entrada é gratuita, assim como todas as atividades. O museu conta com estacionamento (também gratuito) e não dispõe de guarda-volumes. Para visitar a Fiocruz, basta apresentar um documento com foto na recepção. 
As atividades promovidas pelo Museu da Vida acontecem de terça a sexta, das 9h às 16h30, e aos sábados, das 10h às 16h. A visita começa no nosso Centro de Recepção (ou Estação do Trenzinho). 

Até final de fevereiro, o agendamento não é necessário (nem mesmo para grupos). Basta chegar, dirigir-se ao Centro de Recepção do Museu da Vida, pegar o adesivo de visitante e o roteiro de visitação. 

Confira a programação:

Exposição "Rios em Movimento"
Local: Salão de Exposições Temporárias
Idade: livre
De terça a sexta, das 9h às 16h30
Aos sábados, das 10h às 16h

Quando os rios falam, o que dizem? Muitos estão presentes no imaginário brasileiro, como o famoso Velho Chico e os rios Negro e Solimões na Amazônia. Cada um com sua história e sua gente. As diferentes realidades fluviais serão tema da nova exposição do Museu da Vida, “Rios em movimento”, no Salão de Exposições Temporárias do Museu. Misturando arte e ciência, a mostra reúne 13 obras em pintura acrílica sobre tela do artista plástico Rodrigo Andriàn, que explora as artes abstrata e contemporânea figurativa em suas criações. De forma estética e afetiva, os painéis ilustram questões urgentes no tocante à preservação dos corpos hídricos e do meio ambiente, além da dimensão cultural das águas em práticas artesãs, religiosas e outras atividades humanas. Outros recursos também estão presentes, como aparatos interativos, objetos e instalações artísticas que dialogam com a proposta educativa de “Rios em movimento”. A exposição conta com recursos de tecnologia assistiva.

Exposição "Castelo de Inspirações"
Local: sala 307 do Castelo Mourisco
Idade: livre
De terça a sexta, às 9h, 10h, 11h, 13h30, 14h30 e 15h30
Aos sábados, às 10h10, 11h, 11h50, 12h40, 13h30, 14h20 e 15h10

Imagine que experiência incrível: conhecer o Castelo da Fiocruz e ao mesmo tempo visitar uma exposição sobre o “Palácio das Ciências”! Ficou curioso para saber mais sobre o monumento idealizado pelo sanitarista Oswaldo Cruz para ser símbolo da ciência e da saúde pública no Brasil e tirar aquela selfie bacana? Então, vem correndo para o Museu da Vida para conferir a mostra “Castelo de Inspirações”, que vai contar a história do Castelo e explorar os simbolismos e as curiosidades do edifício ícone centenário da ciência brasileira. 

Peça teatral "O problemão da Banda Infinita"
Temporada: de 18 de janeiro (sábado) até 20 de fevereiro (quinta)
Local: Tenda da Ciência
Idade: a partir de cinco anos
Dias e horários: terças, quartas e quintas, às 11h e 13h30h
(+ o sábado da estreia, 18 de janeiro, às 11h!)

A trama começa quando os cinco amigos integrantes da Banda Infinita - Pati, Tales, Artur, Pita e Alan - estão prestes a se apresentar num show. A empolgação toma conta do grupo, mas algo acontece com um dos instrumentos: algumas partes da corneta Max-Mega-Super-Ultra-Sonora somem. Para recuperá-las, eles fazem uso da matemática nossa de cada dia e embarcam, literalmente, numa nave, desbravando mundos e esbarrando com personagens curiosos.


O programa Repórter Fiocruz fala sobre as peças "O problemão da Banda Infinita" e "Paracelso, o fenomenal" 

Show de ciências "Paracelso, o fenomenal"
Temporada de férias: de 16 de janeiro (quinta) até 21 de fevereiro (sexta)
Local: Tenda da Ciência
Idade: a partir de dez anos

Vindos de não se sabe onde e viajando desde não se sabe quando, Paracelso e sua assistente Ununúltima sempre estão dispostos a apresentar para o público tudo o que descobriram e aprenderam em sua jornada. Minúcias, malícias e mistérios... Ou seria simplesmente pura ciência? Com muito bom humor e certo charlatanismo, essa dupla um tanto excêntrica mostra várias experiências incríveis e promove um encontro único e altamente divertido.


Visita ao Castelo da Fiocruz
Local: Pavilhão Mourisco
Idade: livre
De terça a sexta, às 9h, 10h, 11h, 13h30, 14h30 e 15h30
Aos sábados, às 10h10, 11h, 11h50, 12h40, 13h30, 14h20 e 15h10

Joia da arquitetura eclética brasileira, o Castelo Mourisco é a principal edificação do núcleo histórico e arquitetônico de Manguinhos. Este senhor centenário é tombado como patrimônio histórico nacional! Ao visitá-lo, fatos, fotos e documentos históricos revelam curiosidades de sua construção. Neste espaço de visitação, o público também pode contemplar a arquitetura em estilo neomourisco, a beleza dos azulejos portugueses e os mosaicos inspirados em tapeçaria árabe. A visita inclui a Sala de Exposição Costa Lima, com uma incrível coleção de insetos, e a Sala de Exposição Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, com várias informações e curiosidades sobre a vida desses dois importantes cientistas brasileiros. É possível, também, visitar a exposição "Manguinhos revelado: um lugar de ciência", em outro prédio histórico de Manguinhos atrás do Castelo, o Pavilhão do Relógio.

Borboletário Fiocruz 
Local: área externa da Tenda da Ciência
Idade: a partir de 5 anos
De terça a sexta, das 9h às 16h30
Aos sábados, das 10h às 16h 

O espaço é ornamentado por plantas e habitado por quatro espécies de borboletas do continente americano: olho-de-coruja (Caligo illioneus), ponto-de-laranja (Anteos menippe), borboleta-brancão (Ascia monuste) e Julia (Dryas iulia). Durante a visita, o público mergulha no universo das borboletas e descobre detalhes sobre seu ciclo de vida, hábitos alimentares, o segredo por trás de suas variadas cores, táticas e estratégias de sobrevivência, entre outros fatos adoráveis! 

Parque da Ciência
Local: em frente à Biblioteca de Manguinhos
Idade: livre
De terça a sexta, das 9h às 16h30
Aos sábados, das 10h às 16h

Escalar uma célula gigante? Criar luz sem energia elétrica? Entender o funcionamento do olho humano? Tudo isso é possível no Parque da Ciência, que conta com uma grande área aberta, na qual estão espalhados vários equipamentos. As instalações do Parque estão organizadas em três temas principais: energia, comunicação e organização da vida.  

Pirâmide (em endereço provisório)
Local: Sala de Vídeo do Centro de Recepção 
Idade: livre
De terça a sexta, das 9h às 16h30
Aos sábados, das 10h às 16h

Nossa Pirâmide encontra-se fechada para reforma. Durante as obras, parte das atividades que aconteciam nesse espaço do Museu passa a ser realizada na Sala de Vídeo do nosso Centro de Recepção. Caixas de insetos, lupas, microscópios, peças de cérebro, modelos anatômicos do corpo humano e de outros seres vivos estão entre as atrações que aguardam os visitantes no endereço temporário.

O Museu da Vida fica na Avenida Brasil, nº 4365, no campus Manguinhos da Fiocruz.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar