Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Qualificação profissional

Fotos das mãos com luvas de médico apontando para caderno e papéis de estudo

Uma das diretrizes da Fiocruz em escala internacional é o fomento à qualificação de profissionais de saúde pública para reforço das capacidades locais. Por isso, a instituição vem atuando em conjunto com os ministérios da Saúde e das Relações Exteriores de vários países para a criação de cursos de mestrado e doutorado nos países que compõem a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e nos países africanos que compartilham a Língua Portuguesa.

O resultado deste trabalho é a criação de cursos nas áreas de epidemiologia em saúde pública e de biologia celular e molecular, além do lançamento de programas de apoio à atividade acadêmica para os estudantes de diversos países. Alguns desses cursos são:

No exterior
Argentina:
  • Mestrado em epidemiologia em saúde pública, coordenado pela Ensp/Fiocruz;
  • Mestrado em Biologia Celular e Molecular, coordenado pelo IOC/Fiocruz, a partir de acordo com a Administración Nacional de Laboratorios e Institutos de Salud da Argentina (Anlis);
  • Curso sobre informação em saúde na modalidade de ensino a distância.
Peru:
  • Mestrado em saúde pública, coordenado pela Ensp/Fiocruz.
Paraguai:
  • Curso recursos humanos para atenção primária em saúde, coordenado pela Ensp/Fiocruz e pela Fiocruz Mato Grosso do Sul.
Venezuela:
  • Técnica para implantação de cursos de ensino a distância.
México:
  • Curso sobre saúde do idoso na modalidade de ensino a distância.
Angola:
  • Mestrado em saúde pública, coordenado pela Ensp/Fiocruz.
Moçambique:
  • Mestrado em ciências da saúde, coordenado pelo IOC/Fiocruz; e
  • Proposta de criação do doutorado em saúde pública e ciências da saúde, sob a responsabilidade da Universidade Eduardo Mondlane e do Instituto Nacional de Saúde (INS) de Moçambique, tendo a Fiocruz, o Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa e a Universidade Federal do Rio de Janeiro como comitê consultivo.
Angola, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Cabo Verde:
  • Especialização em educação profissional em saúde, oferecido pela EPSJV/Fiocruz.
Na Fiocruz
  • A Fiocruz também recebe estudantes internacionais em seus programas de pós-graduação, em nível de mestrado e doutorado, e em especializações técnicas. Para informações sobre como ingressar em cursos  na Fiocruz, os estrangeiros devem entrar em contato com o Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (Cris).

Voltar ao topoVoltar