Início do conteúdo

Perguntas e respostas sobre Vacinação

Perguntas e respostas sobre Vacinação

Zika é um vírus, na família Flaviviridae, do gênero Flavivirus. A doença causada por este vírus é chamada de zika. O vírus Zika é classificado como arbovírus (vírus transmitido por picadas de insetos, especialmente mosquitos). Os primeiros sintomas da zika são manchas vermelhas em todo o corpo, que podem vir acompanhadas de olho vermelho, febre...

Não há um tratamento específico. O importante é procurar assistência médica, manter a hidratação oral e repousar. Para sintomas como febre ou dor de cabeça exacerbada, são recomendadas substâncias como acetaminofeno ou dipirona, porém não se indica o uso do ácido acetilsalicílico ou anti-inflamatório. Para a coceira, podem ser utilizados...

É importante ressaltar a necessidade do uso do repelente para prevenção, sem deixar de controlar a proliferação do mosquito transmissor. O médico Rivaldo Venâncio sugere a ampla utilização de repelentes para a proteção contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus zika, inclusive para mulheres grávidas. A Agência Nacional de...

Na verdade, a microcefalia é apenas um dos tipos de malformações do sistema nervoso que podem estar associados à infecção de mulheres grávidas pelo vírus zika. Tudo indica que problemas no desenvolvimento fetal associados ao vírus zika já podem ter ocorrido antes, na epidemia da doença registrada entre 2013 e 2014, na Polinésia Francesa. Na...

O Brasil viveu uma epidemia de zika durante o final de 2015 e início de 2016. A doença afetou pessoas de todas as idades, sendo associada à ocorrência de um grande número de casos de zika congênita. A zika congênita se caracteriza pela transmissão do vírus zika da mãe para o bebê, durante a gestação. No feto, o vírus pode levar ao...

Segundo o médico Rivaldo Venâncio, ainda não é possível garantir um tempo de espera seguro para gravidez da mulher que teve um episódio de zika aguda, a fim de evitar riscos de infecção ao feto. Não há conhecimento da exata dimensão do problema, nem da ciência, nem da medicina. São necessários mais estudos, mas a indicação é para esperar, se...

Até onde a medicina pode prever, complicações são possíveis em todos os meses da gestação, embora não tão graves quanto nos três primeiros meses. A ciência ainda investiga mais detalhes sobre a relação entre a infecção da mãe pelo vírus zika e os períodos de risco para o feto. 

 

Fontes: Rivaldo Venâncio, infectologista e...

As informações até agora não são suficientes para recomendar a suspensão da amamentação para a criança, se a mãe tiver zika. Ainda não há estudos e testes que atestem transmissão de partículas virais pelo leite materno, capazes de transmitir a doença. A recomendação do Ministério da Saúde é que as lactantes continuem amamentando.

 

...

Ainda não existe vacina para o vírus zika, contudo vários institutos de pesquisa vêm trabalhando neste sentido. Até 2015, havia poucos estudos na literatura científica nacional sobre o vírus especificamente. Um levantamento realizado naquele ano pelo médico Rivaldo Venâncio, da Fiocruz Mato Grosso do Sul, mostrou que, desde 1947, apenas 213...

O médico Rivaldo Venâncio nega que o vírus zika estaria causando graves problemas neurológicos em crianças de até sete anos de idade, como tem sido disseminado em um áudio de conteúdo inverídico, que vem circulando no país.

 

Fonte: Rivaldo Venâncio, infectologista e diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul

 

A associação entre vírus zika e microcefalia foi confirmada em novembro de 2015, com a detecção do vírus zika, primeiro no líquido amniótico e no cordão umbilical e, depois, em amostras de sangue e tecidos dos bebês. Os estudos determinantes para confirmar essa associação foram conduzidos por especialistas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz...

Existem três formas principais de transmissão do Zika Vírus:

 

  • Transmissão pela picada do mosquito Aedes Aegypti.
  • Transmissão sexual.
  • Transmissão de mãe para o feto durante a gravidez 

 

No caso do feto ser infectado durante a gestação, este pode desenvolver lesões cerebrais...

Essa malformação congênita tem relação com diferentes causas e origens, como substâncias químicas, agentes biológicos (infecciosos), bactérias e vírus, além de radiação. No surto de casos de 2015/2016, daquelas causas infecciosas já conhecidas, como rubéola e toxoplasmose, todas foram descartadas. Por outro lado, as mães das crianças com...

Existem três formas principais de transmissão do Zika Vírus:

- Transmissão pela picada do mosquito Aedes Aegypti.
- Transmissão sexual.
- Transmissão de mãe para o feto durante a gravidez 

No caso do feto ser infectado durante a gestação, este pode...

De 1947 a 2007, o vírus zika ficou circunscrito a algumas comunidades da África, geralmente comunidades pequenas, de população restrita, no interior, rurais, ou quase rurais. Também houve manifestações do vírus em países do Sudeste Asiático e na Índia. Em 2007 e nos anos subsequentes, houve várias epidemias nas ilhas do Oceano Pacífico, na...

No caso de vírus zika, os sintomas principais são vermelhidão (exantema) e coceira (prurido) no corpo, com uma sensação de que está pinicando, como costumam descrever. Na maioria das vezes não há febre, predominando as manchas vermelhas e a vontade de coçar. Há pessoas com vírus zika que apresentam, ainda, conjuntivite sem secreção. Os sintomas...

Essa síndrome é um comprometimento neurológico, autoimune, do sistema nervoso periférico. O aumento no número de casos de síndrome de Guillain-Barré em locais com incidência de vírus zika tem chamado a atenção dos pesquisadores para a relação entre as doenças; estudos vêm sendo desenvolvidos para analisar este aspecto. A síndrome de Guillain-...

A ultrassonografia obstétrica é precisa no diagnóstico de microcefalia. O exame é capaz de identificar, inclusive, outras malformações cerebrais que também poderiam determinar a microcefalia e que não têm relação com o vírus zika.

 

Fonte: Ana Elisa Baião, do Instituto...

Sim. Se o contato com o vírus acontecer depois do segundo trimestre da gravidez pode não haver tempo suficiente para aparecer na ultrassonografia. Por exemplo, é só depois da 30ª, 32ª semana de gestação que objetivamente passa a ser possível começar a identificar indícios da microcefalia, no caso de uma mulher infectada aos dois meses, dois...

A criança diagnosticada com microcefalia será investigada em relação às infecções que podem estar relacionadas a ocorrência do problema. Ela passará por exames de imagem para coletar mais informações e será submetida a um acompanhamento específico, com uma equipe multiprofissional. Dessa forma, será possível apontar o tipo de deficiência que...

Pouco se conhece sobre o Zika Vírus e dos fatores que poderiam estar influenciando a passagem deste vírus pela barreira placentária por enquanto. Por isso, podem haver outros fatores que estejam relacionados à microcefalia. Contudo, podemos afirmar que nenhuma infecção por zika que ocorra...

Os sintomas mais comuns de zika são febre leve e exantema (erupção cutânea ou urticária). Muitas vezes a pessoa também apresenta conjuntivite, dores musculares ou nas articulações, com um mal-estar que começa entre dois e sete dias após a picada de um mosquito infectado.

 

Uma em cada quatro pessoas infectadas apresenta os...

Na maioria das pessoas, o diagnóstico é baseado em sintomas clínicos e circunstâncias epidemiológicas (como surtos de zika no lugar onde mora ou viagens para locais onde circula o vírus). Há exames de sangue que podem ajudar a confirmar o diagnóstico. Alguns (...

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) não recomenda restrições, de viagens ou comércio internacional, relacionadas a surtos de zika. Recomenda-se aos viajantes que tomem as precauções indicadas para prevenir picadas de mosquito.

 

Fonte:...

O vírus passa pela placenta e acomete o tecido cerebral, desacelerando o crescimento dos neurônios e outras células. E é essa alteração do crescimento cerebral que vai acabar causando uma alteração na taxa de crescimento do osso. Isso leva tempo para calcificar os ossos, não vai aparecer em duas, três semanas. Quando há calcificações, é indício...

O repelente é um mecanismo muito importante e eficaz de prevenção. A maior parte das marcas comerciais pode ser utilizada pelas grávidas. É indicado usar o repelente em áreas mais expostas. Atenção a mãos, pescoço, rosto e todas as áreas que vão ficar mais expostas inevitavelmente nesse período do verão. Mas existem outras medidas para se...

Antes de viajar, a grávida deve consultar o seu médico para aconselhamento sobre qual ação tomar. O principal é evitar picadas de mosquito para prevenir a infecção por zika, dengue ou chikungunya. Nesse sentido, as gestantes e mulheres em idade reprodutiva devem seguir as mesmas recomendações para todos os viajantes: cobrir a pele exposta com...

Repelentes à base do composto DEET não são recomendados para crianças menores de dois anos. Em crianças entre dois e 12 anos, a concentração da substância de repelência DEET deve ser no máximo 10% e a aplicação deve se restringir a três vezes por dia....

A medida mais confiável para avaliar se um bebê tem microcefalia é medir a circunferência da cabeça no momento do nascimento e, novamente, 24 horas após o nascimento. Porém, é preciso observar o momento em que este bebê nasceu, se ele é prematuro, qual é a relação entre a curva do perímetro encefálico, a curva do peso e a curva do comprimento ...

A microcefalia não tem tratamento específico. Cada criança pode desenvolver complicações diferentes (respiratórias, neurológicas, motoras, entre outras), em graus diferentes. Por isso, o acompanhamento por diferentes especialistas vai depender das funções que ficarem comprometidas. Uma vez que ela tenha sido diagnosticada, será necessário...

Todos os repelentes e inseticidas devem expor no seu rótulo o número de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária ou do processo do produto na Agência. Para os cosméticos, ou repelentes de pele, o número do registro do produto, normalmente, aparece no rótulo como Reg. MS – X.XXXX.XXXX. O registro de cosméticos começa com o...

Os sintomas de zika em crianças são semelhantes aos dos adultos: manchas com vermelhidão na pele, principalmente nas extremidades, que podem coçar; febre baixa; dor nas pequenas articulações; dor de cabeça; enjoo e conjuntivite leve, sem pus.

 

Fonte: Leonardo Menezes, especialista do...

Não existe comprovação de que o consumo de substâncias como vitaminas, cebola ou alho seja eficaz como mecanismo repelente de mosquitos, e o consumo exagerado e sem orientação médica de vitaminas e medicamentos pode ser perigoso para a saúde. Além disso, os “inseticidas naturais” - produtos caseiros formulados à base de citronela, andiroba,...

A dengue tem um problema maior com medicamentos porque a doença costuma causar uma baixa no número de plaquetas, que são fundamentais na coagulação do sangue. Por isso, o paciente não deve fazer uso de anti-inflamatórios como o AAS, Ibuprofeno, pois o remédio inibe a adesão de plaquetas. No caso de zika, a diminuição de plaquetas não é um...

Na verdade, apenas a fêmea do mosquito se alimenta de sangue, pois ele é necessário para a produção de ovos. Tanto o macho quanto a fêmea se alimentam de substâncias que contenham açúcar (néctar, seiva, entre outras), mas como o macho não produz ovos, não necessita de sangue. Embora possam ocasionalmente se alimentar com sangue antes da cópula...

Páginas

Voltar ao topoVoltar