Início do conteúdo

Quais são os sintomas da síndrome de Guillain-Barré? Ela pode ter sequelas permanentes?

5982
5982
Imagem de topo da página, escrito 'vírus zika: perguntas e respostas', com pequenos desenhos de partes do corpo

Quais são os sintomas da síndrome de Guillain-Barré? Ela pode ter sequelas permanentes?

02/02/2016
Compartilhar:

A síndrome de Guillain-Barré pode acometer qualquer faixa etária e sua incidência é de um a dois casos para cada 100 mil habitantes por ano. A doença tem início agudo (em horas ou dias) e se caracteriza por uma fraqueza muscular ascendente (começando nas pernas e subindo para os braços). Esta fraqueza é variável, podendo se caracterizar por uma leve incapacidade de movimentação ou até a completa e total paralisia dos membros, da face, da musculatura da deglutição, da fonação e dos músculos respiratórios. Em 10 a 30% dos casos haverá paralisia respiratória fazendo com que o paciente necessite de ventilação artificial.

Embora o quadro motor (de fraqueza muscular) predomine, são frequentes as dormências e formigamentos nas mãos e nos pés. Na fase aguda os pacientes podem também se queixar de dores nas costas e nos membros. Em 70% dos indivíduos pode haver alterações na pressão arterial e no ritmo cardíaco o que pode, se não tratadas, levar à morte súbita. A SGB, portanto, pode ser considerada uma emergência neurológica que exige internação hospitalar e tratamento em unidade de terapia intensiva uma vez confirmada. A doença evolui com piora progressiva em duas a quatro semanas, passando então a um período variável de estabilização e de melhora progressiva ao longo de meses. Em cerca de em 15% dos casos há alguma sequela persistente.

 

Fontes: Agência Fiocruz de Notícias; Instituto Nacional de Infectologia

Perguntas relacionadas

Imagem de topo da página, escrito 'vírus zika: perguntas e respostas', com pequenos desenhos de partes do corpo
Imagem Artigos científicos Zotero
Acesse no Zotero referências bibliográficas

Avalie esta resposta

Voltar ao topoVoltar