Início do conteúdo

Portal de Periódicos reúne artigos sobre transmissão vertical da doença de Chagas

Fotos e documentos históricos sobre Carlos Chagas, sua descoberta e publicações da época

16/04/2021

Por: Flávia Lobato (Portal de Periódicos Fiocruz)*

Compartilhar:

Reduzir a transmissão congênita da doença de Chagas, uma das principais vias de infecção da doença em todo o mundo. Este é o objetivo do convênio firmado entre o Consórcio Chagas, liderado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Unitaid – iniciativa global de saúde voltada a inovação, prevenção, diagnóstico e tratamento de agravos em países de baixa e média renda. A parceria entre as instituições foi anunciada durante evento em celebração pelo Dia Mundial da Doença de Chagas (abaixo). Alinhado a esta abordagem, o Portal de Periódicos Fiocruz divulga uma seleção de artigos sobre transmissão vertical da doença, isto é, quando a contaminação se dá entre a mãe e filho/filha. Leia mais sobre a iniciativa e acesse as pesquisas publicadas na revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (a lista está organizada dos artigos mais recentes para os mais antigos).

Projeto CUIDA Chagas combina pesquisa e protocolos de inovação

A doença de Chagas é endêmica em 21 países das Américas. Afeta aproximadamente 7 milhões de pessoas, com incidência anual de 30 mil casos novos na região e 14 mil mortes. Estima-se que 65 milhões de pessoas vivam em áreas de exposição e corram risco de contraí-la. Devido ao relativo sucesso das medidas de controle da transmissão vetorial e transfusional, a transmissão congênita tem se tornado proporcionalmente mais relevante em países latinos, sendo também a principal fonte de novos casos em regiões não endêmicas.

Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda existem 1,12 milhão de mulheres em idade fértil infectadas na América Latina, onde são esperados anualmente entre 8 mil e 15 mil bebês nascidos com a doença. Já no Brasil, estima-se que pelo menos um milhão de pessoas tenham sido infectadas pelo protozoário T. cruzi, em algum momento da vida. De 2010 a 2018 foram registrados 41.122 óbitos no país, tendo como causa básica a doença (4.391 destes só em 2018).

O Projeto CUIDA Chagas – Comunidades Unidas para Inovação, Desenvolvimento e Atenção para a doença de Chagas é endossado pelos Ministérios da Saúde de Bolívia, Brasil, Colômbia e Paraguai, envolvendo atores-chave no panorama da saúde pública de cada um desses países. Com apoio técnico da OMS e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o projeto combina pesquisa de implementação e protocolos de inovação, a fim de contribuir para eliminar a transmissão congênita. Neste sentido, os parceiros anunciaram que será utilizada uma abordagem abrangente e integrada, focada em soluções inovadoras de rastreio, tratamento e cuidados de saúde para prevenir esse tipo de transmissão.

Confira artigos sobre doença de Chagas congênita publicados nas 'Memórias'

Description of an oral Chagas disease outbreak in Venezuela, including a vertically transmitted case (vol. 112, n. 8, ago/2017)
Sexual transmission of American trypanosomiasis in humans: a new potential pandemic route for Chagas parasites (vol. 112, n. 6, jun/2017)
Chagas disease: national survey of seroprevalence in children under five years of age conducted in 2008 (vol. 112, n. 5, maio/2017)
Urban Chagas disease in children and women in primary care centres in Buenos Aires, Argentina (vol. 110, n. 5, ago/2015)
Prevention of congenital Chagas through treatment of girls and women of childbearing age (vol. 110, n. 4, jun/2015)
Congenital Chagas disease: an update (vol. 110, n. 3, maio/2015)
Congenital transmission of Trypanosoma cruzi in central Brazil. A study of 1,211 individuals born to infected mothers (vol. 110, n. 3, maio/2015)
Integrated control of Chagas disease for its elimination as public health problem - A Review (vol. 110, n. 3, maio/2015)

Mais fontes de informação qualificada: site, coleção, livros e vídeo

Marcando o Dia Mundial da Doença de Chagas, foram lançadas duas fontes de informação importantes: o site IntegraChagas Brasil e a Coleção Biblioteca Controle de Triatomíneos, que pode ser acessada através da Biblioteca Virtual em Saúde Doenças Infecciosas e Parasitárias.

A revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz também acaba de lançar uma série de artigos de pesquisadores convidados, abordando temas diversos sobre a enfermidade. Da descoberta da Doença de Chagas até os dias de hoje, o que já avançamos? Quais são as perspectivas na área de diagnóstico realizado no campo e no laboratório? E em termos de prevenção e tratamento? Por que ainda não há vacina para Chagas? O que pode ser melhorado no que se refere à educação? E como este agravo se insere na Agenda 2030? Os dez primeiros artigos da série já estão disponíveis no site da revista, confira!

Vale lembrar, ainda, que a Editora Fiocruz conta com diversos títulos sobre o assunto, incluindo obras em acesso livre no SciELO Livros, como: Doença de Chagas, Doença do Brasil: ciência, saúde e nação, 1909 - 1962; Doença de Chagas: manual de experimentação animal e Clínica e Terapêutica da Doença de Chagas: uma abordagem prática para o clínico geral.

Em seu catálogo, também está disponível o DVD Todos juntos contra as doenças negligenciadas. O vídeo, em formato de um cordel musicado e animado, mostra como combater doenças negligenciadas que atingem as populações mais pobres do país. Além da doença de Chagas, as rimas falam sobre atitudes cotidianas que ajudam a evitar a disseminação de enfermidades como: dengue, esquistossomose, filariose linfática, leishmaniose visceral, malária e tuberculose. Assista abaixo!

*Com informações de Antonio Fuchs (INI/Fiocruz), do Ministério da Saúde do Brasil, e edição de Juana Portugal

Mais na web

Voltar ao topoVoltar