Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Nova formação sobre boas práticas clínicas é lançada na Fiocruz


27/11/2020

Por: Isabela Schincariol (Campus Virtual Fiocruz)

Compartilhar:


Quais são os direitos dos participantes de uma pesquisa? Quais questões éticas devem ser consideradas em sua elaboração e realização? Quais são as responsabilidades de seus realizadores? Essas e outras questões são abordadas no curso Básico de Boas Práticas Clínicas. A formação, que é gratuita e oferecida na modalidade à distância, está com inscrições abertas no Campus Virtual Fiocruz. O curso visa atualizar profissionais que atuam em pesquisa clínica sobre as diretrizes das Boas Práticas Clínicas (BPC), cujo objetivo é garantir a condução ética e a base científica dos estudos clínicos desde sua concepção até a divulgação de resultados. Confira a oportunidade.

As diretrizes das Boas Práticas Clínicas foram definidas em 1996, na forma de um manual, pela Conferência Internacional de Harmonização dos Requerimentos Técnicos para Registro de Produtos Farmacêuticos para Uso em Humanos (International Conference on Harmonization of Technical Requirements of Registration of Pharmaceuticals for Human Use).

Essa formação já foi realizada de forma presencial, mas esta é a primeira vez em que ela é oferecida na modalidade à distância. Segundo a coordenadora do curso, Jennifer Braathen Salgueiro, “espera-se que a formação contribua para o treinamento e ingresso de mais profissionais qualificados na área, além de aprimorar a condução das pesquisas clínicas em um cenário global, principalmente neste momento em que a sociedade demanda uma resposta rápida, porém segura das instituições de pesquisa”, apontou ela, que é pesquisadora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) e também coordenadora do Comitê de Ética em Pesquisa da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (CEP/Ensp/Fiocruz).

Segundo a diretora do INI/Fiocruz, Valdilea Veloso, "por meio deste curso, o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, primeiro hospital do país construído com o objetivo de fazer pesquisa clínica em doenças infecciosas, vem compartilhar sua experiência exitosa e contribuir para a consolidação da pesquisa clínica no país". 

O curso é organizado pela Plataforma de Pesquisa Clínica do INI/Fiocruz em parceria com o Campus Virtual Fiocruz e seu público-alvo são profissionais com nível superior ou médio que estejam envolvidos em pesquisa clínica. A carga horária total da formação é de 40 horas e sua estrutura curricular é constituída pelas seguintes temáticas:

  • Introdução às BPC e legislação nacional e internacional;
  • Processo de Consentimento e relacionamento com instâncias regulatórias;
  • Responsabilidade do investigador responsável e relacionamento com patrocinadores.

Para a coordenadora do CVF, Ana Furniel, a formação trata de questões muito relevantes para a pesquisa. "No momento em que debatemos, por exemplo, a produção de vacinas para a Covid-19, tornam-se fundamentais as discussões acerca dos eventos adversos, da farmacovigilância e da aprovação sobre as diferentes fases de uma pesquisa clínica, todos temas abordados no curso", detalhou.

Voltar ao topoVoltar