Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Fiocruz Paraná e IBMP formalizam participação no projeto Vale do Genoma


24/05/2022

Fonte: ICC/Fiocruz Paraná

Compartilhar:

O Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná) e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) estão intensificando as tratativas com a Superintendência Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) para a participação das duas instituições no âmbito do Vale do Genoma, uma iniciativa do governo estadual para a criação de um ecossistema de inovação no Paraná voltado às pesquisas genômicas e de inteligência artificial aplicadas à saúde.

Embora o Vale do Genoma tenha sido lançado oficialmente em junho de 2021, as conversações foram impulsionadas em novembro passado, quando as duas instituições foram convidadas a integrar o projeto. Em 18 de abril, os diretores do ICC, Stenio Perdigão Fragoso, e do IBMP, Pedro Ribeiro Barbosa, formalizaram o interesse nessa participação.

No último dia 2 de maio, os pesquisadores Fábio Passetti e Lucas Rossetti participaram de uma reunião ampliada em Guarapuava, cidade-polo escolhida para sede do Vale do Genoma, como representantes do ICC e IBMP, respectivamente. “Foi uma reunião de integração e início dos trabalhos práticos entre os participantes do arranjo que está se construindo para a gestão do Vale do Genoma”, explicou Passetti.  

O diretor-presidente do IBMP, Pedro Ribeiro Barbosa, afirmou que, no momento, encontra-se em discussão uma modelagem para a formação dessa parceria. “Estamos numa fase de interação para definirmos exatamente a nossa participação”, disse. “O próximo passo é especificarmos como ocorrerá essa modelagem”. Uma visita de integrantes da Seti às sedes do ICC e IBMP no próximo dia 24 de maio deverá avançar nessa definição.

“O projeto do Vale do Genoma tende a colocar o Paraná em destaque no campo da inovação e do lançamento de novos produtos voltados para a saúde a partir da pesquisa genômica e, nesse sentido, temos muito a contribuir”, avaliou o diretor do ICC, Stenio Fragoso. No ofício encaminhado à Seti, os diretores apontam os caminhos para consolidar a integração ao projeto do governo estadual.

“O ICC é unidade científica e tecnológica com larga experiência em pesquisa e formação de quadros diferenciados, sobretudo em mestrado e doutorado, em vários campos da saúde pública, sendo a genômica um dos campos de diferenciada experiência. O IBMP possui larga tradição no campo do desenvolvimento tecnológico, inovação e capacidade produtiva em IVD, especialmente”, anotaram no documento.

Eles citam ainda que ICC e IBMP estão conjuntamente estruturando um Centro de Medicina de Precisão em Saúde Pública, com importante capacidade para o sequenciamento genético voltado para a pesquisa e diagnóstico de doenças raras, cujos objetivos podem ser moldados para interagir com os conceitos do Vale do Genoma. A iniciativa segue um arranjo organizacional no modelo “quádrupla hélice” por envolver órgãos do governo estadual, iniciativa privada, sociedade organizada e a academia (universidades e institutos de pesquisa).

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar