Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz e Governo de Pernambuco firmam parceria em prol da inovação em saúde

Nísia Trindade com participantes da reunião

13/11/2018

Por: Solange Argenta (Fiocruz Pernambuco)

Compartilhar:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara e a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, assinaram no dia 8 de novembro um Protocolo de Intenções, com o objetivo de fortalecer o uso da inovação na área da saúde e do desenvolvimento social no estado. O documento institui a cooperação técnico-científica entre a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fiocruz para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, ensino, extensão e desenvolvimento tecnológico, compartilhamento e disseminação de informações técnico-científicas.

“Investir em pesquisa é investir no futuro. Estamos mais uma vez fazendo uma parceria importante com a Fiocruz, que é referência nacional e mundial nesta área de pesquisa, principalmente em ações voltadas para a saúde pública. Todos nós sabemos da gravidade que foi o surto do vírus zika no Brasil. E Pernambuco saiu na frente no estudo e tratamento da doença. Essa parceria com a Fiocruz pensa justamente o futuro, em novas ações no cuidado com as pessoas. E o futuro se faz com pesquisa e inovação”, destacou o governador.

Para a presidente da Fiocruz, convênios como este fortalecem as pesquisas estaduais e o trabalho integrado de ciência e tecnologia no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). "Nosso desafio é fazer com que esse avanço do ponto de vista de aproximação, de colocar a ciência mais próxima à sociedade, possa ter o amparo não somente político, mas a finalidade maior do direito à saúde, do direito à ciência e tecnologia, da integridade das ações científicas, algo que nós temos trabalhado com bastante profundidade nos últimos anos", explicou.

Nísia declarou que essa assinatura vem consagrar colaborações já em curso, mas ao mesmo tempo coloca novos desafios para questões ligadas tanto às doenças transmissíveis como às doenças crônicas, à formação de pessoal e o campo da inovação. "Nós queremos também estreitar essa parceria, pensando não só nas ações que a Fiocruz realiza, mas também numa agenda de ciência, tecnologia e inovação pensada de forma conjunta com as demais instituições científicas do estado”, afirmou.

O protocolo de intenções prevê também a eventual cessão, requisição e demais modalidades de transferência de recursos humanos, envolvendo servidores do Estado para trabalhar na Fiocruz e vice-versa. “Nós vamos, agora, ampliar essas parcerias com a Fiocruz, não só em relação ao vírus zika, mas a um conjunto muito maior de doenças e de oportunidades, não apenas de pesquisa e desenvolvimento, mas de novos negócios na área farmacêutica focados nos problemas pernambucanos. Nesse momento, em que já se fala em algumas potenciais doenças de verão, é muito apropriado que comecemos uma agenda conjunta onde a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), como um instrumento de fomento, junto com a Fiocruz, possa começar a aportar recursos”, pontuou a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo.

O diretor da Fiocruz Pernambuco, Sinval Brandão Filho, destacou as colaborações já realizadas com o Governo do Estado no âmbito do SUS, com os cursos de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva e o Mestrado Profissional em Saúde Pública. Além da cooperação na área de pesquisa, com o edital do Programa de Excelência em Pesquisa (Proep) e na resposta à epidemia de zika. “O protocolo de cooperação consolida essas parcerias formalmente e amplia as possibilidades de abertura de novos projetos de colaboração entre a instituição e as instâncias do governo de Pernambuco tanto na área de ciência, tecnologia e inovação, como em treinamento e formação de recursos humanos em saúde. Um exemplo disso é o edital Inova, em cooperação com a Facepe, que está em fase de lançamento e irá apoiar financeiramente projetos do IAM/Fiocruz com possibilidades de geração de produtos, processos e serviços”.

Também estiveram presentes à assinatura, o coordenador de Vigilância em Saúde Laboratórios de Referência da Fiocruz, Rivaldo Venâncio; a coordenadora do Grupo de Pesquisa da Epidemia de Microcefalia (Merg), Celina Turchi; o secretário de Micro e Pequenas Empresas, Trabalho e Qualificação, Alexandre Valença; a pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade de Pernambuco (UPE), Maria Tereza Cartaxo; a secretária-executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco (SES), Luciana Albuquerque e o presidente da Facepe, Abraham Sicsú.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar