Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Fiocruz desenvolve aplicativo para diagnóstico de doenças hepáticas


09/08/2022

INI/Fiocruz

Compartilhar:

Profissionais de saúde podem contar com uma nova ferramenta para diagnóstico da esteatose (gordura no fígado) e fibrose hepática (cicatrização no fígado). O aplicativo HepaticApp foi desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) em colaboração com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), para ajudar no diagnóstico dessas duas doenças e já está disponível gratuitamente para download nas plataformas IOS e Android.

"O HepaticApp é um produto de inovação tecnológica a serviço da pesquisa clinica, com a finalidade de auxiliar profissionais de saúde no cálculo dos diferentes biomarcadores para diagnóstico de esteatose hepática ou fibrose avançada (ambas doenças do fígado)”, afirma, o hepatologista Hugo Perazzo, pesquisador do INI/Fiocruz e coordenador do grupo de trabalho que desenvolveu o aplicativo. O pesquisador afirma que 30% da população brasileira apresenta esteatose, mas nem todos evoluem para os casos mais graves como cirrose hepática.

Ele explica que é possível calcular biomarcadores para diagnóstico dessas doenças do fígado através da entrada (inputs) no aplicativo de parâmetros simples como medidas antropométricas (peso, altura e circunferência abdominal, por exemplo) e resultados de exames laboratoriais. “A partir da digitação desses dados no aplicativo, o programa é capaz de realizar os cálculos referentes aos biomarcadores e indicar a presença dessas doenças”, disse. Ele explicou também que o aplicativo oferece outras funcionalidades como geração, impressão (em PDF) dos resultados dos testes (laudo) e armazanamento dos mesmos; e QR-code de identificação para prontuário.

Segundo o pesquisador o HepaticApp é uma ferramenta útil para todos os profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e  nutricionistas, para auxílio na detecção da esteatose e/ou fibrose hepática. “Os resultados dos cálculos dos biomarcadores gerados pelo aplicativo foram altamente correlacionados com aqueles realizados por programa de estatística ou em websites de referência, o que dá segurança nos resultados”, destaca. Hugo foi premiado ao desenvolver o biomarcador  Steato-Elsa (Premio Figueiredo Mendes no 24º Congresso Brasileiro de Hepatologia, em 2017). “Os parâmetros para cálculo desse biomarcador estão no aplicativo”.

Hugo destaca ainda que o aplicativo não armazena as informações pessoais como nome ou data de nascimento, por exemplo. “Por uma questão de ética, mas o resultado impresso pode ser anexado ao prontuário pelo profissional de saúde que atende o paciente”.

O Núcleo de Inovação Tecnológica do INI/Fiocruz registrou o aplicativo conseguindo certificado de propriedade intelectual do HepaticApp, emitido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). “O aplicativo, portanto, já pode ser baixado gratuitamente e está pronto para uso em tablets, celulares e pelo computador”, conclui Perazzo.

Voltar ao topoVoltar