Início do conteúdo

Cooperação Social da Fiocruz e Museu da Maré lançam livros na Feira do Conhecimento (9/12)


07/12/2020

Por: Luiza Gomes (Cooperação Social da Fiocruz)

Compartilhar:

O campo da prática social, quando em diálogo com o conhecimento científico, é terreno fértil para experimentações que tenham como objetivo a transformação da realidade. É o que defendem os movimentos da educação popular e da museologia social. Estas e outras correntes de pensamento (e prática) estão por trás das experiências apresentadas na próxima quarta-feira (9/12), com o lançamento virtual de duas publicações que valorizam a articulação entre os saberes popular e científico: o livro institucional da Coordenação de Cooperação Social da Fiocruz e o livro Maré em 12 Tempos, organizado pelo Museu da Maré. 

A mesa Iniciativas em Cooperação Social da Fiocruz e Museologia Social da Maré terá as boas vindas do diretor da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) e doutor em história, Paulo Elian. Participam da solenidade Leonídio Madureira, coordenador da Cooperação Social da Presidência da Fiocruz e Cláudia Rose Ribeiro, co-fundadora do Museu da Maré. Alessandro Batista, chefe do Museu da Vida (COC/Fiocruz), fará a mediação do encontro. Para participar, é preciso se inscrever pelo site Feira do Conhecimento Digital. O evento é gratuito e as orientações serão enviadas diretamente por e-mail ao participante. 

Lançamento dos livros a Cooperação Social e a Maré em 12 tempos

A cooperação social na Fiocruz

O primeiro livro reúne experiências consideradas modelares para o modo de atuação em cooperação social na instituição desde a década de 60 até os dias atuais. A memória dessas iniciativas é o mote do primeiro capítulo da publicação. Auxiliaram nessa reconstrução trabalhadores eméritos da instituição como Arlindo Fábio Gomez, sociólogo e sanitarista fundador do Canal Saúde e Lenira Zancan, pesquisadora do Departamento de Ciências Sociais da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (DSSA/Ensp), além da consulta feita ao acervo documental da Casa de Oswaldo Cruz. 

A partir do capítulo Antecedentes institucionais, a publicação avança analisando as bases político-metodológicas que orientam atualmente o trabalho da coordenação de Cooperação Social – antiga Coordenadoria de Projetos Sociais, criada em 2002 por decisão do IV Congresso Interno. No terceiro capítulo, a publicação apresenta elementos da atuação social das Unidades Fiocruz na relação com territórios e populações vulnerabilizadas. 

O texto da contracapa é assinado pelo sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. O autor, que também expressa seu reconhecimento pelo Museu da Maré em depoimento no livro Maré em 12 Tempos, vem produzindo academicamente e participando de encontros em diversos países do hemisfério sul junto aos movimentos sociais. Em seu texto, afirma que o trabalho em cooperação social é o modo de atuação que considera o mais avançado, como cientista social, por ser feito com e não sobre populações e grupos sociais, tendo uma característica essencialmente participativa.

“A verdadeira cooperação é a cooperação entre iguais, é recíproca, é a ideia de que todos podemos ganhar com o fato de nos encontramos aqui (os que estão na instituição e os que estão fora), em um espírito de verdadeira cooperação, não no espírito competitivo, nem no caritativo ou filantrópico”, diz o texto. 

Maré em 12 tempos

O livro A Maré em 12 Tempos propõe uma viagem visual pela história da Maré e seu cotidiano, a partir da exposição de longa duração do Museu da Maré e conta com fotos históricas de seu arquivo, produzidas a partir do olhar de fotógrafos engajados na defesa dos direitos humanos e também de textos de moradores, participantes da equipe e convidados. Nos textos de abertura, dão seus depoimentos nomes como o ex-ministro da cultura Gilberto Gil, do babalawo e doutor em história, Ivanir dos Santos e do pesquisador e doutor Renato Gama Rosa, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz).  

O livro foi organizado por Antônio Carlos Pinto Vieira, Cláudia Rose Ribeiro da Silva e Luiz Antonio de Oliveira, co-fundadores do Museu da Maré. A publicação é resultado de projeto aprovado no Edital II Programa de Fomento à Cultura Carioca na modalidade “Museus”, da Secretaria de Cultura da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da parceria com a COC.

Serviço
Feira do Conhecimento Digital - Iniciativas em Cooperação Social da Fiocruz e Museologia Social da Maré – Lançamento das publicações Cooperação Social da Fiocruz e Maré em 12 tempos 

Data: Dia 9 de dezembro (quarta-feira)
Horário: 17h40 às 19h
As inscrições para participação na programação da Feira devem ser feitas pelo site do evento
Evento gratuito

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar