Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Conhecimento interdisciplinar e integridade científica é tema da Reciis


18/10/2022

Roberto Abib (Icict/Fiocruz)

Compartilhar:

O campo da ciência e da saúde no mundo contemporâneo mobiliza possibilidades amplas e urgentes na produção de conhecimento ainda eurocentrada e associada a modelos biomédicos. A interdisciplinaridade das ciências humanas e sociais em saúde pode ser o espaço de um pensar e agir ético que expandem os circuitos biomédicos, do corpo e da doença e coloca no centro da discussão a determinação social da saúde. A partir desses pressupostos e compreendendo as interfaces Informação, Comunicação e Saúde como um desses lugares a se criar novas perspectivas na produção do conhecimento, a Reciis lança no seu terceiro número de 2022 o dossiê Por uma ética interdisciplinar.

A composição da coletânea considerou discussões e análises no âmbito interdisciplinar da pesquisa em informação-comunicação-saúde. Um ponto tensionado é sobre um fazer científico baseado numa razão cartesiana com métodos rígidos e disciplinados. Essa questão atravessa o artigo Quando se fecha os olhos e vê: por uma metodologia afetiva. A autora Veronica Queiroz apresenta uma experiência metodológica guiada pelas emoções afetivas a fim de propor a construção de conhecimento com bases contra-hegemônicas e éticas entre o pesquisador e o outro, seu sujeito/objeto. As potencialidades do afeto em pesquisa também é uma questão elaborada no trabalho Centro de Convivência Virtual: potencialidades e desafios para a promoção da saúde e redes de afeto em tempos de pandemia. As autoras analisam possibilidades de atenção psicossocial em ambientes online.

A integridade científica é outra questão que atravessa os artigos do dossiê. Em Urgência da geração de conhecimento durante a pandemia de covid-19: um retrospecto sobre a integridade em publicações em saúde; Responsabilização em más condutas científicas: opinião de editores do SciELO e Considerações estruturais sobre o exercício do cargo da presidência das Comissões de Ética do Sistema de Gestão da Ética do Poder Executivo Federal (SGEPEF), autoras e autores situam a importância da ética nas políticas editoriais dos periódicos científicos, na gestão pública a partir dos comitês de ética em pesquisa. A questão ética assumiu relevância ainda maior no contexto da pandemia em que se observaram o aumento e a velocidade de publicações científicas.

Na seção Entrevista, a integridade científica também é abordada por Sonia Vasconcelos, professora do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis (IBqM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A pesquisadora comenta sobre os impactos da pandemia nas publicações científicas, desencadeando maior velocidade de publicação, a necessidade de correção de literatura científica e a explosão de preprints e as suas certificações em curto espaço de tempo, o que acabou promovendo mudanças e desafios para o aprimoramento das políticas sobre ética e integridade na comunicação da ciência. Em Nota de Conjuntura, a pesquisadora Vanessa Brasil faz uma análise dos dados da última pesquisa sobre a percepção pública da ciência antes da pandemia e lança questões para as próximas pesquisas pós-pandemia no país, marcado por dinâmicas das pós-verdade e da infodemia que emergiram durante a pandemia.

Na seção Resenha, o autor Raphael Saldanha examina o livro A pesquisa científica na era do Big Data: cinco maneiras que mostram como o Big data prejudica a ciência, e como podemos salvá-la, destacando sobre a privatização de dados públicos e a criação de dados potencialmente fabulosos nos ambientes digitais. Além do envio de trabalhos em períodos específicos para os dossiês temáticos, as submissões de artigos originais à Reciis estão abertas ao longo de todo ano. Os trabalhos publicados por meio de submissão em fluxo contínuo neste número apresentam artigos que tratam de agressões a jornalistas durante o período da covid-19, divulgação científica multidisciplinar, socialidade de pessoas que vivem com HIV/aids, LGBTI+fobia virtual, plataformização do trabalho de entregadores e discursos médicos construídos no Instagram.

A Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde (Reciis) é editada pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz). 

Confira e edição!

Voltar ao topoVoltar