Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Mural de Homenagem a Milton Ozório Moraes

Compartilhar:

Considerado um dos maiores estudiosos em fisiopatologia da hanseníase, o biólogo e pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Milton Ozório Moraes, faleceu no dia 9 de novembro de 2022, em decorrência de um câncer. Moraes era carioca, filho de Lucia e Milton, pai de Amanda, Bruna, Manuela e Henrique e casado com Daniela. 

Formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde também fez mestrado, e doutorado em Biologia Celular e Molecular pela Fiocruz, Milton foi pesquisador-titular da Fiocruz, professor-adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), coordenador do programa Inova Fiocruz, como assessor da Vice-Presidência de Produção e Inovação em Saúde, e coordenador-geral-adjunto de Educação da Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação. No IOC coordenou, entre 2006 e 2010, o Programa de Pós-graduação Stricto sensu de Biologia Celular e Molecular. 

Seu ingresso na unidade se deu em 2002, como pesquisador no Laboratório de Hanseníase. Ali se dedicou a entender a fisiopatologia da doença utilizando uma abordagem multidisciplinar, com ênfase em biologia molecular, genética e imunologia, com contribuições relevantes ao entendimento dos mecanismos genéticos e imunológicos de subversão da resposta imune exercido por micobactérias. 

Veja, neste espaço, homenagens de colegas e Unidades da Fiocruz ao professor, gestor e pesquisador. 

* Com informações do IOC e Agência Fiocruz de Notícias 

Deixe sua mensagem

CAPTCHA
Este campo é para verificar se o formulário está sendo enviado por uma pessoa.

Mural de mensagens

Sentiremos muito a falta do querido Milton, que sempre reuniu o compromisso com o humano através das pesquisas e da gentiliza que lhe era característica. Que siga iluminado e em paz.
Carlos Machado de Freitas
sex, 11/11/2022 - 11:18
Meu amigo Milton hoje você canta, alegra e ensina na melhor parte do Cosmo! Ficaremos com a saudade e cuide da gente aqui! Brilha brilha brilha
Rodrigo Stabeli
sex, 11/11/2022 - 11:14
Miltoniana Repentinamente olhamos pro céu Lá estavam elas Cinco novas Estrelas. Linda, brilhante Constelação Não era o Cruzeiro do Sul Muito menos a Ursa Maior Nova constelação De brilho muito maior Pela luz, singela, bela, serena Conformação única Mimetizando um grande M Surge em nosso universo Em brilho, música e verso A mais nova e linda constelação Que nos aquece e ilumina Hoje, amanhã e sempre Seu nome, Chamado por nós e por todos Miltoniana Moralis. Wilson Savino 09 de novembro de 2022
Wilson Savino
sex, 11/11/2022 - 11:13
Sem dúvida um excelente pesquisador e um ser humano como poucos, uma grande perda para a Fiocruz e certamente para seus alunos e seus parceiros em projetos de pesquisa.
Ivano de Filippis
sex, 11/11/2022 - 11:08

Páginas

Voltar ao topoVoltar