Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Política de Controle do Tabaco no Brasil

Política de Controle do Tabaco

Autor: Leonardo Henriques Portes

➡️ Veja aqui o vídeo de lançamento. 

Lançado em 31 de maio de 2020, Dia Mundial sem Tabaco, data oficial do calendário da Organização Mundial da Saúde (OMS), o livro de Leonardo Henriques Portes analisa a Política Nacional de Controle do Tabaco, uma bem-sucedida estratégia sanitária no cenário da saúde pública do Brasil. 

Política de Controle do Tabaco no Brasil é lançado em meio à maior emergência de saúde do século XXI e dos enormes desafios causados pela pandemia do novo coronavírus. Nesse contexto, as pesquisas em políticas públicas de diversas áreas do país ganham ainda mais relevância. É o que a obra faz, ao investigar o controle do tabagismo no Brasil durante o período 1986-2016. 

O pesquisador analisa a trajetória e faz um balanço dessa política pública ao longo de três décadas, marcadas pela implementação e pela consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS). Em seis capítulos, o volume mostra os avanços que permitiram resultados sanitários positivos, como a significativa redução da prevalência do tabagismo na população. "Leonardo Henriques Portes aborda, com riqueza de detalhes, as diversas dimensões envolvidas no controle do consumo do tabaco: da técnico-científica à conscientização da sociedade; do impacto na saúde global ao espaço das normas legais; dos resultados na saúde pública aos aspectos intergovernamentais", afirma José Gomes Temporão - pesquisador titular aposentado da Fiocruz e ex-ministro da Saúde - sobre o livro. 

Prêmio Capes de Tese
A obra tem origem em premiada tese defendida em 2017 por Leonardo Portes. O autor concluiu seu doutorado na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) com a pesquisa A política de controle do tabaco no Brasil de 1986 a 2016: contexto, trajetória e desafios. Sob a orientação de Cristiani Vieira Machado e Silvana Rubano Turci, professoras da Ensp/Fiocruz, o trabalho conquistou o Prêmio Capes de Tese 2018, área de saúde coletiva. 

Lançamento digital
O livro é o primeiro lançamento digital da Editora Fiocruz. A obra foi disponibilizada para aquisição na plataforma online SciELO Livros. Posteriormente, a versão impressa chega às livrarias e distribuidoras parceiras da Editora Fiocruz. Em 27 anos completados em maio/2020, é a primeira vez que a Editora lança um título online antes do lançamento dos exemplares físicos. 

Sobre o autor
Graduado em fisioterapia e mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Leonardo Henriques Portes é doutor em Saúde Pública pela Ensp/Fiocruz. É fisioterapeuta no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF/UFRJ) e na Policlínica Piquet Carneiro da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPC/Uerj). Com ampla experiência de atuação no SUS, o pesquisador já foi também fisioterapeuta nas instituições Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ) e Hemorio – Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti.

R$ 39,00 (impresso) | R$ 23,40 (digital) | 161 páginas

Comprar este livro na Livraria Virtual

Primeira edição: 2020
ISBN (impresso): 978-65-5708-004-7
eISBN (digital): 978-65-5708-015-3

Prefácio 
Apresentação 
1. O Tabagismo como Problema de Saúde Pública 
2. Possibilidades para a Análise da Política de Controle do Tabaco 
3. Cenário Internacional do Controle do Tabaco 
4. Trajetória da Política Brasileira de Controle do Tabaco 
5. Coordenação Governamental da Política de Controle do Tabaco no Brasil 
6. Avanços, Limites e Desafios da Política Brasileira de Controle do Tabaco 
Considerações Finais 
Referências
Apêndices 

Em acesso comercial no SciELO Livros

Confira outros títulos com a mesma classificação temática:

Voltar ao topoVoltar