Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

TCU condecora Fiocruz com Grande-Colar do Mérito


17/12/2021

Erika Farias e Leonardo Azevedo (Agência Fiocruz de Notícias)

Compartilhar:

Nísia Trindade com a condecoração
A Fiocruz foi agraciada, nesta quinta-feira (16/12), com o Grande-Colar do Mérito do Tribunal de Contas da União (TCU), em cerimônia realizada na Biblioteca de Manguinhos, no Rio de Janeiro. A condecoração foi entregue pelo auditor federal do Controle Externo do TCU, Carlos Wellington Almeida, à presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, como reconhecimento do trabalho realizado pela Fundação. Carlos Wellington representou a presidente do TCU, a ministra Ana Arraes.

“São poucas as instituições capazes de se desenvolver tão rapidamente para reagir a problemas que afetam toda a humanidade e reagir de forma tão significativa, mostrando seu valor como instituição, revelando o valor de suas equipes e deixando claro o componente estratégico de sua atuação”, afirmou o auditor.

A escolha dos agraciados é feita, em sessão especial, pelo Conselho do Grande-Colar, composto pelo presidente, vice-presidente e ministros titulares do TCU. O Grande-Colar tem como objetivo condecorar personalidades nacionais ou estrangeiras, que, por seus méritos excepcionais ou por relevante contribuição ao controle externo, tenham-se tornado merecedoras de especial distinção.

“Para alguns, representa a excelência na gestão pública; para outros, o bom desempenho de suas administrações. (...) Quando o entregamos a uma instituição, queremos reconhecer a totalidade das equipes que trabalham ali. A essência dessa condecoração é o de reconhecer, simplesmente, quem bem trabalha pelo Brasil’, concluiu Carlos Almeida.

Missão institucional e transparência

Presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima ressaltou a missão da instituição, desde a sua criação, há 121 anos, “para reagir às grandes emergências sanitárias. Essa reação que permitiu que a sociedade brasileira visse mais de perto o valor da ciência para responder e buscar responder, junto com a sociedade, os grandes desafios da saúde, da vida e do desenvolvimento".

Nísia destacou alguns outros aspectos, como o papel fundamental da Fundação na disseminação de conhecimentos e informações científicas e a transparência, “construindo também junto com o TCU as estratégias corretas para que pudéssemos avançar em algo bastante ousado, que foi a adoção de um contrato de encomenda tecnológica para, num primeiro momento, a produção da vacina, desenvolvida originalmente pela Universidade de Oxford, e depois da transferência tecnológica completa”.

“Em torno da ideia dos conhecimentos mobilizados, da missão e do compromisso institucional com a sociedade e da transparência que se erigiu todo o nosso trabalho durante essa pandemia”, afirmou Nísia. 

Estiveram presentes na ocasião, o vice-presidente de Gestão e Desenvolvimento Institucional, Mario Moreira; o coordenador de Relações Interinstitucionais da Presidência, Valcler Rangel; o chefe de Gabinete da Presidência, Juliano Lima; o auditor-chefe da Fiocruz, Sergio Honorato dos Santos; e a procuradora-chefe da Fiocruz, Deolinda Vieira Costa. 

A gravação da cerimônia está disponível no canal da Fiocruz no YouTube:

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar