Início do conteúdo

Revista 'Memórias' implementa 'fast track' para publicação de estudos sobre coronavírus


27/03/2020

Por: Maíra Menezes (IOC/Fiocruz)

Compartilhar:

Artigos sobre o novo coronavírus (Sars-CoV-2) poderão ser publicados em apenas 24 horas na revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, um dos mais antigos e conceituados periódicos científicos da América Latina.

Considerando a importância do rápido compartilhamento de dados durante a pandemia, a revista disponibilizou uma via expressa para a divulgação das pesquisas. Já utilizado para trabalhos sobre zika, chikungunya, febre amarela e ebola, o sistema Fast Track permite a publicação após a avaliação de um editor, enquanto o processo de revisão por pares está em andamento.

"O sistema Fast Track foi lançado durante a epidemia de zika no Brasil, alinhado com a chamada para compartilhamento de dados em emergências de saúde pública realizada pela [Organização Mundial da Saúde] OMS. A resposta imediata e a adesão da comunidade científica a essa chamada reforçam a ideia de que a ciência aberta está se tornando parte do caminho da publicação científica", afirmou o editor do periódico, Adeilton Brandão.

Para orientar os leitores, a informação de que revisão por pares está em andamento é sinalizada nos artigos publicados na seção Fast Track. O período de dados abertos é mencionado na publicação final em artigos aceitos após a revisão por pares. Em caso de rejeição, os autores permanecem livres para publicação em outras plataformas.

A submissão de artigos pode ser realizada através do site da revista.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar