Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

06/11/2019

'Perspectivas do Livro Acadêmico’ chega à Fiocruz Brasília a partir de 11 de novembro

Exposição Fiocruz BSB

Marcella Vieira/Editora Fiocruz

Com a missão de ampliar as fronteiras da leitura e do conhecimento científico, a Editora Fiocruz leva a exposição Perspectivas do Livro Acadêmico à Fiocruz Brasília. Após passagens pelas unidades Fiocruz Bahia e Fiocruz Pernambuco, a mostra chegou à capital federal no dia 11 de novembro. 

A fim de valorizar o livro como veículo de comunicação pública da ciência e da saúde, a exposição tem entrada gratuita e responde, de forma interativa e lúdica, a perguntas sobre o universo do livro acadêmico e das editoras universitárias. A estreia de Perspectivas do Livro Acadêmico aconteceu em maio de 2018, no Palácio Itaboraí, espaço da Fiocruz na cidade de Petrópolis (RJ). Na ocasião, a Editora Fiocruz comemorava seu aniversário de 25 anos e sediava dois importantes encontros: o 1º Seminário Brasileiro de Edição Universitária e Acadêmica e a 31ª Reunião Anual da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu). 

Desde então, a exposição assumiu seu caráter itinerante e já ocupou diversos espaços da Fiocruz, como a Biblioteca de Manguinhos – no campus-sede – e o Prédio da Expansão, ambos no Rio de Janeiro. Antes de chegar a Brasília, onde encerrará o ano de 2019, Perspectivas do Livro Acadêmico esteve em duas unidades do Nordeste: Fiocruz Bahia (Instituto Gonçalo Moniz - IGM), em agosto, e Instituto Aggeu Magalhães (IAM) – Fiocruz Pernambuco, nos meses de setembro e outubro.Formada por dois módulos, a exposição apresenta aspectos fundamentais de uma editora, como os livros e as pessoas. Elementos como quebra-cabeça com as coleções que integram o catálogo da Editora Fiocruz, painel interativo, vídeo comemorativo dos 25 anos da Editora são alguns dos componentes apresentados. Há também painel de e-books, vitrines com troféus de prêmios recebidos pela Editora, linha do tempo com livros cenográficos e a “árvore de livros” (imagem acima), que estimula a interação entre público e exposição, convidando os visitantes a compartilhar fotos em suas redes sociais.

Acesso aos livros e ao conhecimento
Uma das principais atrações da exposição é o “pegue e leve”, em que os leitores podem conhecer, folhear e levar os livros expostos. Na Fiocruz Brasília, diversos títulos serão disponibilizados ao público da exposição, que ocupará o mezanino da unidade. Entre eles estão livros que compõem um rico acervo de informações e pesquisas sobre a ciência e a saúde pública no Brasil, como Doença de Chagas, Doença do Brasil; Clementino Fraga Filho: depoimento de um médico humanista; Um Aprendiz de Ciência; História Social da Tuberculose e do Tuberculoso; Do Clima e das Doenças do Brasil; Informação, Saúde e Redes Sociais.    

A facilitação do acesso aos livros vai ao encontro da principal missão da Editora Fiocruz: a divulgação em CT&I e saúde: “Os conhecimentos contidos em nossos livros não podem ficar parados nas estantes. Livro é para ser lido, apropriado, partilhado e deve servir à produção de novos conhecimentos”, defende o editor executivo João Canossa. 

Serviço
Exposição Perspectivas do Livro Acadêmico 
Local: Fiocruz Brasília
Endereço: Avenida L3 Norte, s/n
Campus Universitário Darcy Ribeiro, Gleba A, Brasília – DF
Térreo da Escola Fiocruz de Governo
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h
A partir de 11 de novembro
Entrada gratuita

Passagens por Recife e Salvador
No Instituto Aggeu Magalhães, em Recife, a abertura da exposição foi marcada pelo clima de celebração. Além da inauguração, foi realizada, no dia 2 de setembro, uma cerimônia de comemoração dos 69 anos do IAM. A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, o diretor da unidade, Sinval Brandão, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o Secretário Estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo, participaram da cerimônia. A mostra ocupou o mezanino da Fiocruz Pernambuco até 31 de outubro.    

Em Salvador, a exposição marcou presença no Instituto Gonçalo Moniz (IGM) de 5 a 23 de agosto. A mostra ocupou a Biblioteca de Ciências Biomédicas Eurydice Pires de Sant’Anna, que recebeu, durante o período, cerca de 160 visitantes, incluindo pesquisadores, docentes e estudantes. No dia 20 de agosto, alunos do curso de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Federal da Bahia (UFBa) estiveram na exposição e puderam conhecer melhor os processos de produção de obras acadêmicas. Na ocasião, professores e estudantes interagiram com os painéis, livros e e-books e compartilharam fotos em suas redes. 

Voltar ao topoVoltar