Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Novo livro da Editora Fiocruz pauta a seca no Semiárido do Brasil e seus impactos na saúde

22/11/2022

Anna Bustamante * Editora Fiocruz

Compartilhar:

A seca é apenas um evento climático de origem natural ou também é um desastre social, que tem forte impacto na saúde, no bem-estar e no desenvolvimento humano? Esse é um dos principais pontos de Seca Silenciosa, Saúde Invisível: um desastre naturalizado no Semiárido do Brasil, nova obra da Editora Fiocruz, que estará disponível para aquisição a partir de 23 de novembro, nos formatos impresso – via Livraria Virtual da Editora – e digital, por meio da plataforma SciELO Livros.

No livro, as pesquisadoras Aderita Ricarda Martins de Sena e Tais de Moura  Ariza  Alpino abordam questões específicas do evento climático de seca, com ênfase no Semiárido do Brasil (SAB), baseadas em pesquisas desenvolvidas para seus trabalhos acadêmicos. As autoras observaram os efeitos da seca sobre a sociedade e sobre os determinantes da saúde, considerando os contextos do desenvolvimento sustentável ambiental, econômico e social. 

As escritoras caracterizam a seca como  um  fenômeno  ambiental  que  evolui  de  forma  lenta  e  silenciosa,  o  que  não  motiva  a  agir  de  forma  urgente: “Trata-se de uma situação diferente de outros tipos de eventos climáticos que surgem de forma aguda e intensiva, como, por exemplo, as inundações, que recebem uma resposta imediata”, complementa Carlos Corvalan, doutor em Saúde Ambiental e professor adjunto da Escola de Saúde Pública da Universidade de Sydney (Austrália), no prefácio da obra. Dessa forma, elas constataram que o setor da Saúde se torna invisível em suas respostas por não perceber os efeitos a curto prazo, deixando, assim, de agir urgentemente.

Semiárido do Brasil
Através de indicadores, as pesquisadoras notaram diferenças significativas e condições menos favoráveis para o Semiárido brasileiro. “Algumas regiões do Brasil são muito vulneráveis às mudanças ambientais devido à extrema desigualdade social e à forte dependência de recursos naturais, destacando-se a agricultura e geração de energia tanto hidroelétrica quanto da biomassa”, contam as pesquisadoras, na apresentação do livro.

Organizado em sete capítulos, o livro reafirma no título a importância de se priorizar o tema e contribui ainda para o desenvolvimento de ações concretas que permitirão gerir os impactos da seca sobre a saúde da população do SAB. “Este volume configura-se como um alicerce que pode subsidiar a mobilização e o engajamento do Sistema Único de Saúde, em suas esferas federal, estadual e municipal”, diz Eliane Lima e Silva, pesquisadora do Laboratório de Geografia, Ambiente e Saúde da Unb, na orelha do livro.

Sobre as autoras
Aderita Ricarda Martins de Sena é Enfermeira e doutora em ciências pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). É também pesquisadora colaboradora da Fiocruz e consultora na área de mudança climática e saúde da Organização Mundial da Saúde.

Tais de Moura Ariza Alpino é Nutricionista e doutora em saúde pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Também é pesquisadora colaboradora do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde da Fiocruz.
 
Livro Seca Silenciosa, Saúde Invisível: um desastre naturalizado no Semiárido do Brasil 
Editora Fiocruz
Primeira edição: 2022
208 páginas
Preço de capa (versão impressa): R$ 42,00
Preço e-book (versão digital): R$ 25,20

Estagiária de comunicação, sob supervisão da Assessoria de Comunicação da Editora Fiocruz

Voltar ao topoVoltar