Início do conteúdo

Nova disciplina transversal já está disponível para programas de pós da Fiocruz: Introdução à Ciência Aberta

31/08/2021

Valentina Leite (VPEIC/Fiocruz)

Compartilhar:

Por que fazer ciência aberta? Qual a diferença entre dados abertos e ciência aberta? Qual a vantagem de abrir meus dados de pesquisa e como proteger minha privacidade? Essas e outras questões são abordadas na disciplina transversal Introdução à Ciência Aberta, que já está disponível para adesão dos programas de pós-graduação da Fiocruz. A disciplina ficará disponível aos alunos de 1°de outubro a 17 de dezembro – que devem fazer inscrição diretamente com os programas aos quais estão ligados. Ao todo, são oferecidas 60 vagas aos estudantes. Vale ressaltar que o período de inscrições dos alunos também é determinado pelos programas ofertante, de acordo com calendário interno.

Programa de Pós-graduação: confira aqui como aderir a uma disciplina transversal

Por que aprender sobre ciência aberta?

A ciência aberta é um movimento atual e internacional: propõe um modo mais colaborativo, transparente e sustentável de fazer pesquisa. A Fiocruz já está comprometida com o movimento, desde a publicação de sua Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, em 2014, até o lançamento mais recente da Política de Gestão, Compartilhamento e Abertura de Dados para a Pesquisa, em 2020.

“A reflexão sobre o movimento de abertura da ciência é necessária não só nas pesquisas realizadas na pós-graduação, mas também nas carreiras científicas. Os pesquisadores precisam estar preparados para as novas demandas, diálogos e desafios do fazer científico na atualidade”, pontua a coordenadora da disciplina, Vanessa Arruda Jorge. A disciplina é oferecida pela Vice-presidência de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz.

Conheça a estrutura da nova disciplina

Com carga horária total de 45h, a disciplina apresentará os fundamentos, perspectivas e dimensões atuais da ciência aberta. Baseada na já lançada Formação Modular em Ciência Aberta, ela é dividida em quatro módulos (com uma parte obrigatória e outra opcional):

  • Fundamentos da Ciência Aberta: O que é Ciência Aberta e Panorama Histórico da Ciência Aberta;
  • Marcos Legais: Propriedade Intelectual Aplicada à Ciência Aberta e Direito de Acesso à Informação e Proteção de Dados Pessoais;
  • Pesquisa Aberta: Acesso Aberto e Dados Abertos;
  • Educação Aberta: Panorama da Educação Aberta e Recursos Educacionais Abertos.

Ao final de cada módulo, que ficarão disponíveis para acesso durante 10 dias cada, haverá discussões com os professores – tudo em modalidade remota. Após a conclusão, o aluno deverá realizar os exercícios propostos e entregar um trabalho final. 

 

*Atualizada em 6/9/2021

Voltar ao topoVoltar