Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Lula inaugura nova fábrica de medicamentos da Fiocruz


22/07/2005

Compartilhar:

Lula inaugura nova fábrica de medicamentos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou, no dia 22 de julho, a nova planta industrial de Farmanguinhos, o Complexo Tecnológico de Medicamentos (CTM) da Fiocruz, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Acompanharam o presidente, na inauguração, o ministro da Saúde, Saraiva Felipe, o presidente da Fiocruz, Paulo Buss, a diretora de Farmanguinhos, Núbia Boechat, e convidados. Na chegada, o presidente esteve no salão de convenções, onde foram apresentados os objetivos e números relativos à produção de medicamentos do CTM. Em seguida, Lula fez uma visita na qual conheceu a produção de anti-hipertensivos e antidiabéticos largamente utilizados pelo SUS.

Depois da visita à fábrica, o presidente fez um discurso para os servidores em que disse que “a Fiocruz, por prestar grandes serviços à população brasileira há 105 anos, é motivo de orgulho para todos os brasileiros”. Lula lembrou as trajetórias de Oswaldo Cruz e Carlos Chagas e disse que muitas vidas foram salvas “devido a vacinas e remédios produzidos e pesquisados na Fundação”.

Foto: Andre Az

Em seguida o presidente disse que precisa voltar mais vezes à Fiocruz – a exemplo do que fez em 2004 e agora – para anunciar boas notícias. Lula disse que ainda em 2005 enviará ao Congresso Nacional um projeto de lei que reestrutura o quadro de pessoal da Fundação, visando equalizar as remunerações. Assim, os servidores terão remuneração igual para cargos iguais. Ele também afirmou que os trabalhadores da Fiocruz ganharão um plano de carreira e que serão abertos três mil novas vagas de emprego na Fundação, a serem preenchidas por concurso público. Um primeiro concurso, para mil cargos, deverá ocorrer em breve. Lula avisou ainda que o Diário Oficial da União desta sexta-feira publica medida provisória que prorroga por dois anos os contratos de cinco mil mata-mosquitos.

Em relação à crise política, Lula disse que “quem cometeu erros tem que ser punido” e que o Brasil vive uma boa possibilidade de criar um ciclo de crescimento sustentado. O presidente disse que até o final do ano o Bolsa-Família atingirá 8,7 milhões de famílias e que em 30 meses – período em que está governando – sua administração gerou 3,1 milhões de empregos com carteira assinada, numa média de 104 mil por mês. Ele exortou os servidores da Fiocruz a terem confiança e a olharem para frente e, parafraseando o poeta Carlos Drummond de Andrade, pediu que lembrem que têm duas mãos e o sentimento do mundo.

O CTM

Foram investidos US$ 6 milhões na compra da fábrica da GlaxoSmithKline. Com 105 mil metros quadrados, a nova fábrica é três vezes maior do que a existente em Manguinhos. Serão produzidas cinco bilhões de unidades farmacêuticas (ufs) em 2005 e a previsão para 2007, ano em que a fábrica estará em pleno funcionamento, é de dez bilhões de ufs.

Farmanguinhos planeja sua produção sobre as demandas apresentadas pelo Ministério da Saúde. Entre os produtos da fábrica destacam-se anti-hipertensivos, anti-retrovirais, antianêmicos, antiinfecciosos e antidiabéticos. São de fabricação exclusiva de Farmanguinhos os medicamentos para tratamento de endemias focais, tais como malária, hanseníase, tuberculose e filariose.

Voltar ao topoVoltar