Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz pesquisa os riscos do amianto para o trabalhador


24/01/2008

Compartilhar:

Fiocruz pesquisa os riscos do amianto

A mortalidade pelo contato com o amianto - fibra de origem mineral -  foi alvo de uma pesquisa inédita conduzida pelo Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh) da Fiocruz, com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O trabalho – já submetido à publicação em revista científica – mostrou que, de 1980 a 2003, mais de 2.400 pessoas morreram em decorrência do mesotelioma, câncer quase exclusivamente causado pela exposição ao amianto. Segundo pesquisa do Cesteh, os mais afetados pelo amianto são os operários das minas e das indústrias têxtil e de fibrocimento – material usado para produzir telhas e caixas d’água.

Leia mais na Agência Fiocruz de Notícias.

Ensp segue na luta pelo banimento do amianto

O que faz o Cesteh?

Meio século de evidências científicas

Leia a reportagem completa na Revista de Manguinhos.

Voltar ao topoVoltar