Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz abre inscrições para novo curso sobre educação remota


15/09/2020

Por: Isabela Schincariol (Campus Virtual Fiocruz)

Compartilhar:

Caminhos e conexões no ensino remoto é o tema de um novo curso da Fiocruz voltado a docentes e profissionais da área de educação. A formação é autoinstrucional, online e gratuita! Ela é uma iniciativa da Vice-presidência de Ensino, Informação e Comunicação e está alinhada às ações de apoio aos professores para a continuidade do ensino frente à necessidade de isolamento social causado pela pandemia de Covid-19. O objetivo do curso é compartilhar um conjunto de orientações básicas, ferramentas tecnológicas e atividades que subsidiem professores e outros profissionais da área na realização de disciplinas ou ações educacionais na modalidade de educação remota emergencial. Ele é aberto a todos os interessados e as inscrições podem ser feitas no Campus Virtual Fiocruz.

Para colaborar com a retomada das atividades de ensino e em atenção à necessidade do professor por informações rápidas e práticas, o curso traz um conjunto de orientações básicas, ferramentas tecnológicas e atividades que podem apoiar a realização de disciplinas ou outras ações educacionais na modalidade de educação remota emergencial.

Ele está estruturado em formato de guia e é dividido em quatro seções independentes, que podem ser acessadas de acordo com a preferência ou necessidade de cada usuário.

O público-alvo da nova formação são, prioritariamente, docentes da Fiocruz e outros profissionais que atuam na docência em todos os níveis, mas o curso é aberto ao demais profissionais da instituição e também ao público em geral.

Ensino Remoto - Caminhos e Conexões

A iniciativa parte do princípio de que a educação remota é uma possibilidade de garantir, emergencialmente, que alunos e professores retornem às atividades de aprendizagem durante o período de convivência com a pandemia, utilizando as tecnologias digitais como ferramentas para execução de seu planejamento e maior aproximação com os alunos. Além de oferecer essa formação básica no campo da Educação Remota, esse curso tem o propósito de contribuir para a solidificação da proposta educacional aberta e gratuita da Fiocruz.

As etapas de construção desse novo curso foram realizadas por um Grupo de Trabalho constituído a partir do Fórum de Qualificação Profissional e EAD da Fiocruz, com participantes experientes na área de educação e educação a distância. Além disso, um diferencial dessa elaboração foi o envolvimento do design instrucional como um processo, ou seja, como base de todas as etapas: planejamento, desenvolvimento e implementação. O curso teve a supervisão e mentoria da equipe técnica do Campus Virtual Fiocruz e um grande apoio da EAD do Instituto Aggeu Magalhães (IAM) - Fiocruz Pernambuco.

“Embora já possuíssemos expertise prévia, todas nós tivemos a oportunidade de ampliar nossos conhecimentos e habilidades técnicas, utilizando um modelo de gestão ágil no desenvolvimento desse projeto pedagógico”, detalhou a Coordenadora-geral adjunta de Educação da Fiocruz, Eduarda Cesse, que também é a responsável pela condução do Grupo de Trabalho, apontando ainda que com comprometimento, responsabilidade compartilhada e sem hierarquia, o GT – um grupo formado somente por mulheres – mostrou um trabalho de elevado desempenho com foco em educação.

Ana Furniel, que é coordenadora do Campus Virtual Fiocruz e entusiasta da iniciativa, ressaltou a importância da nova formação e destacou que o curso foi desenvolvido de forma simples e com o uso de tecnologias disponíveis gratuitamente. Segunda ela, a ideia permanentemente trabalhar em novas versões com atualizações e revisões.

Já a coordenadora de Educação do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz), Mariana Souza, falou sobre o orgulho em fazer parte desse trabalho. Para ela, o curso mostra rapidamente, de forma direta e indireta, o resultado do empenho de servidores à população, o que lhe trouxe grande satisfação pessoal. A constituição do GT e todo o desenvolvimento da nova formação se deram de forma remota durante a pandemia, o que, segundo os integrantes do Grupo, fortaleceu laços profissionais e proporcionou momentos de afeto durante o isolamento.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar