Início do conteúdo

Encontro da Fiocruz marca início de projeto com agricultores familiares e povos e comunidades tradicionais


24/11/2021

SAS/VPAAPS

Compartilhar:

Iniciativa busca fortalecer territórios na promoção da saúde e da agroecologia, diante dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19.

Representantes de diferentes territórios, organizações parceiras e programas da Fiocruz se reuniram no Quilombo da Fazenda, em Ubatuba (SP), de 3 a 6 de novembro, para celebrar o início e planejar ações do projeto "Desenvolvimento Sustentável e Promoção da Saúde em populações vulnerabilizadas de agricultura familiar e de povos e comunidades tradicionais rurais e urbanos no contexto da Covid-19”.

A iniciativa envolverá, de forma direta, um público de 700 pessoas de 38 comunidades em três regiões do Rio de Janeiro e em Ubatuba, em São Paulo, incentivando a incorporação de tecnologias sociais, a geração de trabalho e renda, a organização comunitária e a segurança alimentar e nutricional das famílias.

Planejam e coordenam ações nos territórios onde atuam, em diálogo com as comunidades, o Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde (Fiocruz Petrópolis), o Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (Programa Bocaina) e o Programa de Desenvolvimento do Campus Fiocruz Mata Atlântica. A Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) coordena o projeto que reúne os diferentes programas, buscando criar um ambiente de gestão, monitoramento, produção de conhecimentos e comunicação de forma compartilhada entre as ações.

Além de representantes dos programas territoriais da Fiocruz e da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), o encontro contou com a presença de agricultoras e agricultores, indígenas, quilombolas, caiçaras e de parceiros institucionais como a Embrapa Agrobiologia, a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e o Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra, Paraty e Ubatuba (FCT). 

A programação do evento foi composta por metodologias participativas que incentivaram a troca de experiências em rodas de conversa, em vivências em comunidades de Paraty e Ubatuba, em atividades em grupos com foco nas diferentes frentes de trabalho e na construção coletiva da identidade do projeto, que passa a ser nomeado como "Ará”. 

Na ocasião, Hermano Castro, Vice-Presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS/Fiocruz), destacou a importância de iniciativas que promovam a sustentabilidade e autonomia das comunidades em seus territórios, revigorando os processos de resistência que são historicamente protagonizados e que foram ainda mais complexificados pela pandemia: “O nosso papel enquanto instituição pública é exatamente ser parceira e ajudar a construir avanços. Agregar significa garantir investimentos, não só se solidarizando, mas também incrementando e investindo neste projeto.”, afirmou.

O Coordenador do Programa de Saúde, Ambiente e Sustentabilidade da Fiocruz, Guilherme Franco Netto, avalia que o encontro teve uma importância estratégica em vários planos: no nível local, nos territórios em que o projeto vai ser desenvolvido, buscando promover saúde, segurança e sustentabilidade alimentar, por meio da agroecologia; e no nível regional, nacional e global, tendo em vista o amplo reconhecimento da articulação em defesa do bioma Mata Atlântica.

Franco Netto enfatiza que, além disso, o projeto materializa a iniciativa da Fiocruz de estabelecer um programa de saúde e agroecologia, que vise ao fortalecimento de políticas públicas voltadas à saúde e à agroecologia, à defesa do SUS e à sustentabilidade alimentar. “Por fim, tem um alinhamento muito estreito com a visão aspiracional da Agenda 2030 e com as deliberações da Conferência das Partes da Convenção sobre Mudanças Climáticas da ONU, que foi recentemente concluída, agora no dia 13 de novembro, na Escócia”, destaca.

Um protocolo de segurança orientou toda a realização do encontro. Foto: Eduardo Napoli - OTSS/Fiocruz

Intervenções artísticas e culturais quilombolas e indígenas enriqueceram a programação do encontro. Foto: Eduardo Napoli - OTSS/Fiocruz

O Vice-Presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS/Fiocruz), Hermano Castro, durante a Roda de Prosa: Territórios, Saberes, Gestão. Foto: Eduardo Napoli - OTSS/Fiocruz

Vivência de turismo de base comunitária em Trindade, com visita ao Cerco de Pesca Artesanal. Foto: Angélica Almeida - Agenda de Saúde e Agroecologia/VPAAPS

O Encontro reuniu participantes de distintos territórios e programas territoriais da Fiocruz. Foto: Eduardo Napoli - OTSS/Fiocruz

Painel gráfico com a síntese da Roda de Prosa: Territórios, Saberes, Gestão, produzido por Muriel Duarte

 

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar