Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Elsa-Brasil: novo ciclo com voluntários tem início no fim de agosto


22/08/2022

Leonardo Azevedo e Withiner Marques (CCS)

Compartilhar:

O Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa-Brasil) iniciará, a partir de 30 de agosto, o agendamento da quarta etapa de visitas de servidores da Fiocruz lotados nas unidades do Rio de Janeiro. Cerca de 1.500 pessoas são aguardadas para esse novo ciclo da pesquisa. O contato começará com os voluntários ativos e com menos de 50 anos. “O agendamento ocorrerá de forma gradual e esperamos ter contatado todos os participantes até o final de 2023”, informa Rosane Griep, uma das coordenadoras do Elsa-Brasil na Fundação. 

Assim como nas etapas anteriores, as entrevistas abordarão diversas questões. Entre elas, hábitos alimentares, atividade física, saúde mental e experiências de discriminação. Os voluntários farão exames, como eletrocardiograma, bioimpedância, pressão arterial, coleta de sangue e urina e testes de performance física e com actígrafo – o aparelho monitora ciclos de atividade física, descanso e sono.

A pesquisa busca também identificar sintomas da Covid longa e impactos nas doenças crônicas e na saúde mental. “Fizemos coletas antes e durante a pandemia, o que nos permitirá avaliar a situação de saúde ao longo do tempo. Acho que essa é uma das grandes vantagens de estudos longitudinais como o Elsa”, ressalta Rosane Griep.

Agendamento
“Uma novidade nesta onda será a utilização de um sistema que possibilitará o agendamento pelo próprio participante por meio de um link que será enviado por WhatsApp, SMS ou e-mail”, destaca Maria Fonseca, que também coordena o Elsa-Brasil na Fiocruz. Quarta onda é o termo utilizado pela equipe do estudo para esse novo ciclo de visitas. As entrevistas por telefone para acompanhamento das condições de saúde serão mantidas. A equipe do Elsa-Brasil entrará em contato com os participantes por meio dos números fornecidos em contatos anteriores. 
Maria Fonseca (à esquerda) e Rosane Griep (à direita), coordenadoras do Elsa-Brasil na Fiocruz  

As coordenadoras do estudo enfatizam a importância da atualização dos dados pessoais, como número de telefone e endereço. O voluntário pode realizar a mudança pelos telefones: (21) 2598-2719 ou 2598- 2776, pelo WhatsApp (21) 97151-8413 ou e-mail supervisao.elsa@gmail.com.

Sobre o projeto

O Elsa-Brasil é o maior estudo epidemiológico realizado na América Latina sobre os fatores determinantes das doenças cardiovasculares e do diabetes, relacionando fatores como moradia, ambiente de trabalho e alimentação. São quase 500 artigos científicos publicados em revistas de grande impacto e circulação nos meios científicos e acadêmicos mundiais a partir dos resultados do estudo. O Elsa-Brasil tem atuado também na formação de estudantes e profissionais de saúde. Para mais informações, visite o site do Elsa Brasil. 

*Fotos: Peter Ilicciev (CCS)

Voltar ao topoVoltar