Início do conteúdo

Discriminação zero é a meta da Unaids para 2014


29/01/2014

Compartilhar:

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids - sigla em inglês) lançará, em 1º de março, a campanha Dia de Discriminação Zero em relação a portadores do vírus da Aids.

Segundo o órgão da ONU, a discriminação tem impedido o acesso de soropositivos a tratamentos de saúde e a empregos - o que também representam obstáculo ao acesso aos tratamentos.

O resultado é que a discriminação tem tornado inalcançável o objetivo do programa de zerar o índice de novas contaminações e mortes relacionadas à Aids.

Dados do Unaids revelam que o número de pessoas com HIV em 2012 atingiu 35,3 milhões em todo o mundo. Do total, 2,3 milhões correspondem a novas infecções e 1,6 milhão de mortes decorrentes das complicações ligadas à doença.

O Brasil se tornou referência mundial no enfrentamento da Aids em função de sua sólida política de combate a essa doença, com distribuição gratuita de medicamentos e o desenvolvimento da produção de antirretrovirais no Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz).

Leia mais na Agência Fiocruz de Notícias e no site de Farmanguinhos.

Voltar ao topoVoltar