Início do conteúdo

Comunidade Fiocruz se despede de Antonio Ivo de Carvalho


10/06/2021

Fundação Oswaldo Cruz

Compartilhar:

Ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) e Coordenador do Centro de Estudos Estratégicos da Fundação,  Antonio Ivo de Carvalho faleceu no dia 10 de junho após sofrer um infarto. Muito querido e respeitado por seu traballho, o médico, professor e pesquisador recebeu homenagens diversas da comunidade Fiocruz. Confira abaixo:

Coordenação de Cooperação Social da Fiocruz

Com profundo pesar, a Coordenação de Cooperação Social da Fiocruz lamenta a perda do nosso companheiro e grande sanitarista Antonio Ivo de Carvalho no dia 10 de Junho de 2021.

Aula inaugural do Peja Manguinhos, 2004
Aula inaugural do Peja Manguinhos, 2004

onstrutor e defensor histórico do Sistema Único de Saúde (SUS),  Antonio Ivo esteve na origem do trabalho em Cooperação Social da Fiocruz, inicialmente na Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp). Figura humana de grande valor, muita generosidade e profissional intensamente dedicado à Fiocruz, foi dele a sugestão do nome "Cooperação Social" para expressar o campo de atuação junto aos territórios vulnerabilizados, movimentos sociais e organizações populares na instituição. Sempre apoiou esse modo de atuação por acreditar que sem participação popular, democracia e justiça social não existe direito pleno à saúde. Ivo, nosso companheiro, seguiremos acreditando e trabalhando para que seus valores continuem vivos em nossas práticas cotidianas.  

Um abraço afetuoso a toda a família, amigos e amigas.

Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz Pernambuco)

É com profunda tristeza que a comunidade do Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz Pernambuco) toma conhecimento do falecimento do nosso amigo Antônio Ivo de Carvalho.

Nos últimos anos, Antônio Ivo ocupou o cargo de Coordenador do Centro de Estudos Estratégicos(CEE) da Fiocruz. Médico de formação, na Fundação ocupou os cargos de professor e pesquisador na área de Políticas e Gestão em Saúde e na área de Promoção da Saúde, na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), onde foi diretor por oito anos, no período de 2005 a 2012

Reconhecido por todos que fazem a Saúde Pública no Brasil como um dos principais atores da Reforma Sanitária e da história recente do Sistema Único e Saúde (SUS), a trajetória de Antônio Ivo fica marcada por sua ampla defesa ao direito universal à saúde, ao acesso aos serviços  e às políticas de saúde que promovam a redução das desigualdades sociais, econômicas e ambientais. Além, da sua grande capacidade em fazer amigos.

Fica aqui o nosso enorme agradecimento àquele que sempre trabalhou pela Democracia no país e atuou com muito brilhantismo e competência na formação para profissionais de Saúde Pública.

Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Oswaldo Cruz (Asfoc)

A Asfoc lamenta profundamente a morte do ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) Antônio Ivo de Carvalho. O ex-diretor morreu nesta quinta-feira (10/06) após sofrer infarto, um dia após completar 71 anos. Ele deixa três filhos e três netos. Aos familiares e amigos, os profundos sentimentos da Diretoria do Sindicato.

Ano passado, o ex-diretor da Ensp foi homenageado pelo Sindicato com o Prêmio Sergio Arouca de Saúde e Cidadania. Na ocasião, falou sobre o papel fundamental da Asfoc no processo democrático, citou os 120 anos da Fiocruz e o desafio no enfrentamento da conjuntura desfavorável no País. “Nunca imaginamos que pudéssemos chegar de novo a esse momento depois de tantas lutas contra o autoritarismo no passado. Vida longa à Asfoc! Vida longa à Fiocruz! Vida longa ao SUS!”, desejou.

Na entrega virtual da homenagem, o ex-ministro da Saúde José Gomes Temporão reconheceu a brilhante carreira do ex-diretor da Ensp, “com grandes contribuições à saúde brasileira e o merecidíssimo Prêmio Sergio Arouca para o meu amigo Antônio Ivo de Carvalho”.

Instituto Nacional de Infectologia (INI)

A Direção do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Antonio Ivo de Carvalho, coordenador do Centro de Estudos Estratégicos da Fundação Oswaldo Cruz.

Além de atuar como docente e pesquisador, Antonio Ivo também ocupou diversos cargos na gestão e foi diretor da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) de 2005 a 2013. A sua dissertação de mestrado resultou no livro “Conselhos de Saúde no Brasil - participação cidadã e controle social”, considerado referência na área. Ivo teve participação destacada na Reforma Sanitária e militava ativamente na Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e no Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes).

Antonio Ivo de Carvalho deixa esposa, três filhos e três netos.

Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE)

Antonio Ivo de Carvalho: generosidade e ousadia  em defesa do direito universal à saúde 

É com grande pesar que o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz compartilha a notícia do falecimento do sanitarista Antonio Ivo de Carvalho, um reconhecido defensor do direito universal à saúde e um dos principais atores do movimento da Reforma Sanitária Brasileira, base do no nosso valoroso Sistema Único de Saúde (SUS).  

Com seu espírito inovador, Antonio Ivo concebeu, em 2014, o CEE/Fiocruz, mantendo-se à frente da coordenação até o início de 2021. Antonio Ivo fez do Centro um espaço de diálogo com a sociedade, para pensar prospectivamente o SUS e a relação entre saúde e desenvolvimento, acolhendo, com ousadia e generosidade, uma grande diversidade de pensamentos estratégicos, com vistas a fortalecer a concepção de políticas públicas de saúde justas, sustentáveis e soberanas. 

Vamos perseverar em sua ousadia para enfrentar os desafios do presente e do futuro, fazendo jus ao que ele semeou na contribuição para o enfrentamento dos desafios da Fiocruz, do SUS e da democracia no contexto da construção de um novo projeto nacional de desenvolvimento. 

Cooperação Social da Fiocruz

Com profundo pesar, a Coordenação de Cooperação Social da Fiocruz lamenta a perda do nosso companheiro e grande sanitarista Antonio Ivo de Carvalho no dia 10 de Junho de 2021. Construtor e defensor histórico do Sistema Único de Saúde (SUS),  Antonio Ivo esteve na origem do trabalho em Cooperação Social da Fiocruz, inicialmente na Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz). Figura humana de grande valor, muita generosidade e profissional intensamente dedicado à Fiocruz, foi dele a sugestão do nome "Cooperação Social" para expressar o campo de atuação junto aos territórios vulnerabilizados, movimentos sociais e organizações populares na instituição. Sempre apoiou esse modo de atuação por acreditar que sem participação popular, democracia e justiça social não existe direito pleno à saúde. Ivo, nosso companheiro, seguiremos acreditando e trabalhando para que seus valores continuem vivos em nossas práticas cotidianas.  Um abraço afetuoso a toda a família, amigos e amigas.

Fiocruz Brasília

A Fiocruz Brasília recebe com grande pesar a notícia do falecimento do querido colega Antonio Ivo de Carvalho, que, atualmente, exercia a coordenação do Centro de Estudos Estratégicos (CEE) da Fiocruz, no Rio de Janeiro. Graduado em medicina e especializado em saúde pública, recebeu o título de mestre, em 1994, com um trabalho sobre os Conselhos de Saúde no Brasil.

A atuação em defesa da democracia, da participação social e dos demais princípios do SUS sempre foi sua marca, assim como o trabalho na formação de gestores para o SUS, tendo sido um bravo colaborador na implantação da Escola de Governo Fiocruz – Brasília.

Um dos maiores motivadores da experiência de construção da Escola, Antonio privilegiava a formação de quadros nas três esferas de governo do SUS, e foi o responsável pela criação da primeira tutoria de EAD descentralizada, quando a Fiocruz Brasília ainda ocupava sua antiga sede, na 510 Norte (Núcleo Federal de Ensino).

Antonio Ivo foi pesquisador e professor na área de Políticas e Gestão em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), onde ocupou o cargo de diretor de 2005 a 2013.

Neste momento de grave crise sanitária e social, em que urge fortalecer as bases e lutas históricas do SUS e da Reforma Sanitária, perdemos um importante protagonista e militante de grande parte desse processo recente. Suas ações e reflexões esperançosas, porém conscientes dos dilemas de nosso sistema de saúde, muito nos farão falta. Nossos sinceros sentimentos à família, aos amigos e a toda a comunidade Fiocruz.

Canal Saúde

Com profundo pesar a direção e equipe do Canal Saúde lamenta o falecimento de Antonio Ivo de Carvalho. Médico, pesquisador, docente e gestor, Antonio Ivo teve sua trajetória marcada por momentos importantes na história da Saúde Pública, como um dos protagonistas no movimento da Reforma Sanitária e na construção do Sistema Único de Saúde. Uma vida de militância no SUS e com uma carreira consolidada na Fundação Oswaldo Cruz. Desde 2014, coordenava o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, depois de deixar a direção da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), em que esteve à frente de 2005 a 2013. 

Nesse momento delicado, nos solidarizamos com a família de Antonio Ivo, sua esposa Ana Furniel, seus filhos e netos. Vamos sentir muita saudade.

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict)

Antônio Ivo de Carvalho fez um discurso contundente durante a 8ª Conferência Nacional de Saúde, em 1986. Representando associações de moradores, o jovem médico evocou a urgência de serem criadas mudanças concretas ante a realidade dramática de milhões de brasileiros às voltas com a fome, com a mortalidade infantil, com as perversidades do sistema de saúde anterior ao SUS. "A saúde como fonte de lucro tem sido a lógica desse sistema até agora. E isto é a ferida que tem de ser tocada."

Em seus 50 anos de carreira, Antônio Ivo defendeu a ideia de que saúde deve ser um direito de todos. Perseguiu essa ideia com seu espírito inventivo, seu pensamento crítico, sua solidariedade, sua argúcia, sua obstinação única. Desde cedo, lutou para que o combate às desigualdades fosse o norte das políticas públicas.

O Icict expressa seu mais profundo pesar pela perda de uma personalidade tão importante na história da saúde pública. Um profissional que deixa como legado inúmeras iniciativas em prol de um país mais democrático, ético, equânime. Nossa solidariedade à família, aos amigos, alunos e às inúmeras pessoas que foram inspiradas por sua presença.

Farmanguinhos

A Direção de Farmanguinhos lamenta o falecimento de Antônio Ivo de Carvalho, ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz).

Graduado em Medicina, com especialização e mestrado em Saúde Pública, atuou como médico, pesquisador, gestor e docente. Antônio Ivo ocupava o cargo de coordenador do Centro de Estudos Estratégico (CEE) da Fiocruz desde 2014.

Um dos marcos institucionais de seu trabalho na Fiocruz foi a criação do Programa de Educação a Distância da Ensp/Fiocruz, que coordenou de 1998 a 2004 e deu início aos primeiros cursos a distância do projeto Escola de Governo em Saúde. 

Nesse momento de profunda tristeza, a unidade se solidariza aos familiares e amigos pela perda irreparável.

Voltar ao topoVoltar