Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Canal Saúde lança o 'Boletim Corona'


04/05/2020

Fonte: Canal Saúde

Compartilhar:

O Canal Saúde estreiou na segunda-feira (4/5), o Boletim Corona, programa que vai abordar a pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Com formato inovador, o Boletim Corona será transmitido, de segunda a sexta, ao vivo pelo YouTube, às 15h, e depois será exibido na programação do Canal Saúde na televisão, às 19h30.

O programa será um boletim de 15 minutos apresentado pela jornalista Neide Diniz. Jornalístico, com muito serviço e linguagem acessível, o Boletim Corona é voltado para o grande público e vai contar com a participação da audiência, que poderá tirar dúvidas sobre a doença mandando perguntas pelas redes sociais do Canal Saúde e, ao vivo, durante a transmissão pelo YouTube.

“O Canal Saúde não poderia ficar indiferente à conjuntura atual tendo o DNA da Saúde, como nós temos. Sendo o canal da Saúde, o canal do SUS, ele não pode deixar de atender à essa gravíssima emergência sanitária da pandemia de Covid-19. O boletim é uma maneira de conseguirmos manter um fluxo mais constante e mais imediato de informação para a população”, define a coordenadora geral do Canal Saúde, Márcia Corrêa e Castro.

O telespectador vai poder se atualizar com um giro de notícias com os principais destaques sobre a pandemia no Brasil e no mundo e sempre será informado sobre o que está sendo feito na Fundação Oswaldo Cruz  (Fiocruz), instituição de referência no combate à Covid-19 na América Latina, da qual o Canal Saúde faz parte e onde está sediado. Além disso, cada edição contará com um especialista para discutir a pauta e tirar dúvidas dos telespectadores. Com a participação remota, devido às recomendações de isolamento social, o Boletim Corona poderá conversar com especialistas de todo o Brasil e de outros países.

“A ideia é trabalhar com um tema a cada programa. Características da Covid-19, sintomas, pesquisas em andamento, perspectivas de tratamentos e vacinas, procedimentos, limpeza, alimentação, o que fazer durante o isolamento social, entre outros. Perguntas e respostas sempre de forma bem coloquial e didática. Nosso foco é a população em geral, por isso a linguagem do programa vai ser bem acessível”, explica a diretora artística do Canal Saúde, Débora Garcia.

Débora adianta que às sextas-feiras o Boletim Corona pretende trazer temas mais leves e propor uma agenda positiva. “Não é uma sexta de alienação. As informações necessárias sobre a pandemia vão estar cobertas, mas vamos também procurar trazer um alento, mostrando as coisas positivas que estão acontecendo. O que os artistas têm feito, sites com material gratuito, o trabalho voluntário que muitas pessoas estão realizando. A sexta vai trazer um respiro”.

“O Boletim Corona vai ser muito dinâmico, atualizando a gente em tempo real, todo dia. Como esse vírus está sendo apresentado para o mundo em prestações, a gente vai acompanhando dia a dia. Não é para gerar pânico, mas também não é para tapar o sol com a peneira. Vamos trazer informação precisa, ponderada, de fontes seguras para ajudar a população a saber o que fazer”, afirma a diretora artística.

O programa ficará no ar enquanto durar a pandemia. “Estamos torcendo para que o Boletim Corona termine logo, porque isso vai significar que a pandemia está sob controle, e torcemos para conseguir dar boas notícias, mas estamos preparados para ficar no ar pelo tempo que for necessário”, conta Débora.

Boletim Corona

De segunda a sexta-feira, às 15h, no YouTube e às 19h30 no Canal Saúde.
Apresentação: Neide Diniz
Produção: Christóvão Paiva e Eduardo Costa

Dicas importantes

Para quem assiste por meio de antena parabólica, é importante lembrar que o Canal Saúde está em nova frequência, 4085, e com novo symbol rate, 4400. É necessário alterar essas configurações no receptor da parabólica para manter a sintonia no canal.

Sobre a participação no Boletim Corona

Perguntas e comentários podem ser enviados ao Canal Saúde por meio de redes sociais, Instagram (@canalsaudeoficial), Twitter (@canalsaude), Facebook (facebook.com/canalsaudeoficial); pelo WhatsApp 21 99701- 8122, pelo e-mail canal@fiocruz.br, ou feitos durante a transmissão ao vivo no canal do YouTube.

Como assistir 

Televisão: canal 2.4, no Rio de Janeiro e em Brasília e 62.4, em São Paulo , na multiprogramação da TV Brasil, no Sistema Brasileiro de TV Digital (também é acessível para celulares com TV); em todo o Brasil por antena parabólica digital (frequência 4085). Internet: acesse o site do Canal Saúde e clique em Assista Agora na página principal (acessível por computadores e dispositivos móveis). Aplicativo: baixe o app do Canal Saúde em um dispositivo móvel e assista aos programas em tempo real.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar