Início do conteúdo

Campanha "Se liga no Corona!" completa um ano com ações em favelas e mídias sociais


09/04/2021

Por: Luiza Gomes (Cooperação Social da Fiocruz)

Compartilhar:

Máscara não se empresta, cada um com a sua!
Um ano após o lançamento da campanha Se liga no Corona!, a pandemia da Covid-19 mudou de expressão algumas vezes. No atual cenário, com aumento preocupante na taxa de ocupação de leitos hospitalares em todo o Brasil  e a curva de óbitos e internações crescendo entre os mais jovens, a iniciativa lança materiais frisando a importância das medidas preventivas: entre elas, o uso de máscaras – isso, mesmo após a vacinação. Nesse dia 9, a campanha também realiza ações de distribuição do item em quatro favelas da cidade do Rio de Janeiro.

Para ação, a Fiocruz está disponibilizando 2.600 máscaras e mais de 200 cartazes que serão fixados em pontos estratégicos das favelas de Manguinhos, Maré, Morro dos Macacos e Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Nesse dia, também haverá circulação de carro de som e colagem de cartazes em pontos de mototáxi, comércio e associação de moradores de cada uma das localidades. Tanto os spots e radionovelas veiculados, quanto os cartazes indicam as formas adequadas e contraindicadas de se usar a máscara. Os materiais estão disponíveis e distribuídos nas galerias de áudio, imagens e vídeos da nova página institucional da campanha

Valcler Rangel, responsável pelas Relações Institucionais da Fiocruz, valorizou o trabalho realizado em cooperação e agradeceu aos envolvidos. “Nesse último ano de enfrentamento da pandemia, o Se Liga no Corona! se firmou como uma potente ferramenta para a boa comunicação junto às populações vulnerabilizadas, disseminando informações precisas, com linguagem adequada e ajudando a estabelecer uma interlocução entre saberes para vencermos a Covid-19. Minha gratidão a todas e todos”. 

Neste dia 9, a campanha disponibiliza sete produtos sonoros (entre spots e radionovelas) e oito cards digitais em formatos para Facebook, Instagram (feed e stories) sobre uso de máscara e também: vídeo que ilustra uma das radionovelas produzidas em fevereiro sobre a vacina contra Covid-19 e o quizz “Quem é você na pandemia?”, elaborado por profissionais do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), que devolve ao participante um parecer sobre como ele está em seus hábitos cotidianos de prevenção à Covid-19. 

O material está à inteira disposição da população como um todo e dos coletivos, organizações, instituições e empresas para usos sem fins lucrativos, desde que citados os créditos. 

Horários diferenciados

As atividades nos territórios transcorrem em horários diferentes em cada localidade, sendo a primeira em Manguinhos (9h-12h), passando pelas principais associações de moradores, igrejas e comércios locais; Maré, pela rua principal da Vila do João, às 9h; Morro dos Macacos, de 10h ao meio-dia e no Alemão, iniciando pela entrada da Favela da Grota às 10h até meio dia. 

As ações nos territórios foram viabilizadas por meio da parceria entre a Fiocruz e Conselho Comunitário de Manguinhos, Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (Ceasm), Redes da Maré, Rede Emancipa de Educação Popular, Sindicato Estadual de Profissionais de Educação do Rio de Janeiro, Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN) e Voz das Comunidades. A iniciativa será registrada e publicada nas mídias sociais da Fiocruz e dos coletivos com as hashtags #SeLiganoCorona1Ano #AindaNãoAcabou. 

Histórico

A campanha Se liga no Corona! começou seus trabalhos no dia 13 de março de 2020 com o objetivo de produzir uma comunicação que aproximasse a instituição da população moradora de favelas do Rio de Janeiro – de forma mais orgânica – mas que pudesse também circular por territórios periféricos de outras cidades e Estados. A partir de grupos de trabalhos mistos com profissionais de comunicação da instituição e comunicadores populares, foram produzidos os primeiros materiais – até hoje disponíveis nas galerias da página institucional. O domínio teve atualizações na semana em que a iniciativa completa um ano, entre elas uma linha do tempo (abaixo).

De lá para cá foram realizadas duas coletivas com especialistas da Fiocruz exclusivas para comunicadores populares; impressos mais de 2 mil cartazes para territórios de favelas do Rio de Janeiro; produzidas 139 peças gráficas digitais; mais de 50 interprogramas para a grade do Canal Saúde, 24 vídeos (sendo nove acessíveis na Língua Brasileira de Sinais); e 50 produtos sonoros, com mais de 10 mil reproduções e 2 mil downloads. Atualmente, os materiais sonoros sobre vacina compõem a programação da Rádio UFRJ e Rádio Frei Caneca FM (rádio pública de Recife). Em parceria com o YouTube, a Fiocruz validou os roteiros de quatro vídeos da Série Resenha de Favela #Comigo em agosto do ano passado. 

A Campanha Se liga no Corona! é fruto da articulação entre a Fundação Oswaldo Cruz, Redes da Maré, Frente de Mobilização da Maré, Conselho Comunitário de Manguinhos, Conselho Gestor Intersetorial (CGI-Teias Manguinhos), Comissão de Agentes Comunitários de Saúde de Manguinhos (Comacs), Coletivo Favelas Contra o Coronavírus, Jornal Fala Manguinhos!, Jornal O Cidadão, Wikifavelas, Ceasm, Rede Emancipa e Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ e o sindicato dos trabalhadores da Fiocruz, Asfoc-SN.

Voltar ao topoVoltar