Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Bio-Manguinhos inaugura centro de pesquisas clínicas

Inauguração do centro

21/11/2018

Por: Paulo Schueler (Bio-Manguinhos/Fiocruz)

Compartilhar:

O Centro Municipal de Saúde (CMS) Lincoln de Freitas Filho, no bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ganhou em 9 de novembro um Centro de Pesquisa Clínica e Laboratório de Processamento de Amostras Biológicas.

A inauguração contou com as presenças do vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Marco Aurélio Krieger; o diretor de Bio-Manguinhos/Fiocruz, Maurício Zuma; o coordenador da Cooperação Social da Fiocruz, José Leonídio Madureira Sousa Santos; e a superintendente de Vigilância em Saúde do Município do Rio de Janeiro, Cristina Lemos; dentre outras autoridades.

A unidade é o segundo centro de pesquisas clínicas do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) fora do campus da Fiocruz em Manguinhos, e fruto de parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Município do Rio de Janeiro. “O centro demonstra a extensão de competências que desejamos ver traduzida na cadeia de inovação da Fiocruz, da bancada à produção, passando pelos estudos clínicos”, afirmou Krieger. 

Mauricio Zuma agradeceu à parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, não apenas na inauguração do centro, mas também na colaboração para a captação de participantes de estudos desenvolvidos pelo instituto. “Esse centro colaborará para conseguirmos uma grande conquista de Bio-Manguinhos, a vacina MeningoC, nosso primeiro produto totalmente autóctone”, ressaltou o diretor.

Cristina Lemos agradeceu a Bio-Manguinhos a confiança pelas parcerias estabelecidas com SMS do Rio de Janeiro. “Trabalhos de alta complexidade técnica e científica são estabelecidos conosco, numa prova de confiança mútua em prol da saúde pública”, comentou.

Coordenadora da Assessoria Clínica (Asclin) de Bio- Manguinhos, Maria de Lourdes de Sousa Maia comemorou a inauguração do novo espaço e o impacto positivo que o memso terá nas atividades de pesquisa clínica do Insttituto. "Nossas atividades se desenvolverão com grande melhoria de processos e logística", comentou.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar