Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Agenda Laranja Mais Meninas realiza sua terceira sessão on-line

Foto: Grupo Motirõ

30/10/2020

Por: João Boueri

Compartilhar:

A terceira sessão da Agenda Laranja Mais Meninas será realizada neste sábado (31/10), às 15 horas, no canal do Youtube da Agenda. ''Quem fala por mim? Escolhas e responsabilidades'' vai trazer o tema da representatividade feminina para ser debatido com 3 pesquisadoras. Aberta ao público, a atividade on-line é gratuita e será realizada em parceria com o grupo Motirõ

O evento contará com a participação de Nina da Hora, formada em Ciência da Computação (PUC-RIO), colunista do MIT Technology Review Brasil e podcaster do Ogunhê, Fabiana Pinto, estudante de graduação de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), articuladora política do Mulheres Negras Decidem e pesquisadora do Instituto Marielle Franco, Andréa Bak, poeta, atriz e escritora, e Mychelle Alves, doutora em tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos (UFRJ), pesquisadora em Saúde Pública da Fiocruz, vice-presidente do Sindicato dos trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN) e chefe do Laboratório de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes do INCQS/Fiocruz. A mediação será feita por Manuella Alves e Milena Mota, integrantes do grupo Motirõ.

Na última atividade, realizada no dia 26 de setembro, a Agenda recebeu as pesquisadoras Hildete Pereira, doutora em Economia da Indústria e da Tecnologia, Carolina Andries, mestre em Física (UFRJ) e Andreza Jorge, mestre em Relações Etnicorraciais (CEFET/RJ). As sessões ocorrem no último sábado de cada mês com mediação de duas integrantes do grupo Motirõ. Nos primeiros encontros, as atividades foram conduzidas por Amanda Forte, Estephane Gonçalves, Letícia Lucas e Maria Eduarda Marques.

Saiba mais sobre a Agenda Laranja

Coordenada atualmente pela pesquisadora Drª Corina Mendes e pelo pesquisador Drº Marcos Nascimento, a Agenda Laranja do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) tem como objetivo construir atividades direcionadas para a troca de conhecimentos sobre gênero, saúde, sexualidade e iniquidades sociais, com o propósito de contribuir para o enfrentamento da violência contra mulheres e meninas. Em 2020, a Agenda, em seus 4 anos de história, realiza sessões em parceria com o grupo Motirõ de forma on-line.

Conheça o grupo Motirõ

Formado por 14 alunas que participaram de atividades na Fiocruz voltadas para o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência de 2020, promovidas pela vice-presidência de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz em conjunto com o GT Mulheres e Meninas na Ciência, o Motirõ visa construir, de forma coletiva, um apoio mútuo para o enfrentamento à desiguldade de gênero.

''No projeto da Fiocruz, eu percebi a multidisciplinaridade. E mais que isso: tem espaço para quem gosta e se interessa por muitos assuntos. Eu conheci mulheres - até me emociono - que conseguem ser mães, se interessar por psicologia, chefiar um laboratório e inspirar outras meninas. Esses dois dias mudaram a minha percepção sobre a Ciência e sobre a mulher no mercado de trabalho'', relatou uma das participantes do grupo Motirõ ao falar sobre a sua experiência durante as atividades realizadas na Fiocruz, em alusão ao Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência.

''A questão da representatividade, pra mim, como mulher negra, é muito importante porque muitas vezes a gente vê homens e eu pelo menos nunca tive a oportunidade de ver pessoas negras no meio da Ciência, assim, ao vivo. Então, pra mim estar lá e ver tantas pessoas negras de várias áreas diferentes, com vários conhecimentos para passar foi incrível. Essa representatividade eu nunca vou esquecer'', afirmou outra integrante do grupo quando perguntada sobre a diversidade da Fiocruz.

*Os trechos acima foram retirados de uma entrevista do grupo Motirõ ao portal Mulheres e Meninas na Ciência. As integrantes do grupo decidiram pela não citação nominal em cada trecho, pois consideram que todas estão unidas em torno da construção do coletivo.

*O Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência é comemorado no dia 11 de fevereiro.

 

 

Voltar ao topoVoltar