Início do conteúdo

Fiocruz promove webinário Museus, Mulheres e Ciências: Um Debate Plural


29/04/2021

Fonte: COC/Fiocruz

Compartilhar:

Como os museus e a divulgação científica estão contribuindo na busca pela equidade de gênero e étnico-racial e pelo empoderamento feminino? Neste ano de 2021, o 3º Seminário de Metodologias de Pesquisa em Museus discutirá a questão  –  pela primeira vez em formato webinário  – em 10 e 11 de maio, das 14h às 17h. Com enfoque na inserção das mulheres nas ciências, o evento terá transmissão pelo Facebook da Casa de Oswaldo Cruz (COC) /Fiocruz. A organização do webinário Museus, Mulheres e Ciências: Um Debate Plural é realizada pelos Núcleos de Estudos de Público e Avaliação em Museus (Nepam) e de Estudos da Divulgação Científica (Nedc) do Museu da Vida, vinculado à COC/Fiocruz. O evento também integra as atividades do Dia Internacional dos Museus, cuja data é comemorada em 18 de maio.

Esta terceira edição do seminário contará com convidados de Portugal e de diferentes estados brasileiros, de variados campos do conhecimento, que refletirão sobre aspectos relacionados ao tema, incluindo a presença e representação das mulheres (tanto cis quanto trans) em museus e a desigualdade de gênero e étnico-racial nas ciências. Ações inclusivas desenvolvidas em espaços museais também serão abordadas. A proposta é abrir um espaço para um debate plural – e necessário – sobre o papel dos museus em torno do tema, com base em estudos acadêmicos e experiências práticas.

Programa

Segunda-feira - 10 de maio: 14h às 17h
Apresentação e boas-vindas:  Denise Studart, Museu da Vida, COC/Fiocruz

Conferência do 1º Dia - 14h05
Maria Margaret Lopes: Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação.
“Mulheres nas ciências, Mulheres em Museus: Histórias e possibilidades”
Mediação: Carla Gruzman, Museu da Vida, COC/Fiocruz
Intervalo de 10 minutos - 15h às 15h10

Mesa 1:  Museus, mulheres e ciências: pesquisas e reflexões - 15h10 às 17h
Sobre a mesa-redonda 1: As palestrantes irão discutir, a partir de diferentes perspectivas e campos acadêmicos, estudos que buscam compreender a baixa representatividade das mulheres nos conteúdos dos museus e em algumas áreas das ciências, e apresentar ações que visam reverter esse quadro.  
Aida Rechena: Museu Nacional Resistência e Liberdade, Portugal
“Sociomuseologia e Género. Da teoria à prática museal”
Patricia Spinelli: Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast)
“Meninas em Museus de Ciências: que lições já aprendemos das práticas?”
Luciana Espíndola: CEFET-RJ
“Mulheres Negras Fazendo Ciência: educação, divulgação e popularização da ciência”
Mediação: Marina Ramalho, Museu da Vida, COC/Fiocruz

Terça-feira - 11 de maio: 14h às 17h
Boas-vindas: Vanessa Guimarães, Museu da Vida, COC/Fiocruz

Conferência do 2º Dia - 14h05
Jamile Borges: Universidade Federal da Bahia (UFBA)
“Dos Museus Coloniais aos Museus Digitais: Mulheres Negras e Pesquisas em Contextos Sociotécnicos”
Mediação: Hilda Gomes, Museu da Vida, COC/Fiocruz
Intervalo de 10 minutos - 15h às 15h10

Mesa 2: Museus, mulheres e ciências: experiências da prática - 15h10 às 17h
Sobre a mesa-redonda 2: Serão postas em debate experiências práticas voltadas à equidade de gênero desenvolvidas em museus, compartilhadas por pesquisadoras e profissionais que enfrentam esse desafio em seu cotidiano de trabalho. Será uma oportunidade de discutir concretamente como ações museais contribuem para diminuir as desigualdades de gênero na sociedade.
Luciana Witovisk Gussella: Museu Nacional/UFRJ
“Reflexões e desafios sobre a extensão universitária voltada para meninas”
Leticia Guimarães: Ciência em Cena, Museu da Vida, COC/Fiocruz
“Cidadela – uma fábula sobre um mundo sem homens”
Gabriela Augusta: Museu da Diversidade Sexual
“Desafios – Pessoas trans em espaços museais”
Mediação: Wanda Hamilton, Museu da Vida, COC/Fiocruz

Mais em outros sítios da Fiocruz

Volver arribaVolver