Início do conteúdo

Mural de homenagem a Antônio Ivo

Protagonista na história de construção do Sistema Único de Saúde (SUS) e do movimento da Reforma Sanitária, Antonio Ivo de Carvalho faleceu na quinta-feira (10/6). Formado em medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1974, Antonio Ivo era Mestre em Ciências pela Escola Nacional de Saúde Pública, quando defendeu em 1994 a dissertação Conselhos de Saúde no Brasil, foi diretor da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp) por nove anos, entre 2004 a 2013, e coordenador do Centro de Estudos Estratégicos (CEE) no período de 2014 a abril de 2021. 

Antonio Ivo também foi chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) durante a gestão Sérgio Arouca (1987) e subsecretário durante a gestão de José Carvalho de Noronha (1988-90); além de vice-presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) e integrante do Conselho Consultivo da entidade. Referência no campo da saúde pública no país, professor, pesquisador e exemplo no trato pessoal e profissional, teve como sua marca a inovação nas práticas de gestão, a generosidade e a abertura ao diálogo e ao debate de ideias. 

O velório ocorre nesta sexta-feira (11/6), ao meio-dia, na Capela Premium A do Crematório São Francisco Xavier, no Caju. E a cremação será às 14h.

Neste espaço serão reunidas as homenagens de colegas e Unidades da Fiocruz ao professor, gestor e pesquisador. 

Deixe sua mensagem

CAPTCHA
Este campo é para verificar se o formulário está sendo enviado por uma pessoa.

Mural de mensagens

Estou fora do Rio e somente, agora, soube da ida do Ivo. Muito triste por ele ir tão cedo. Era tão importante pra reconstrução do país, quando ela vier. O Ivo vai fazer muita falta… suas análises sempre tão inteligentes, oportunas e não pensadas antes por nós. Seu sorriso… tudo. Estou muito impactada e triste por não poder vê-lo mais. Ana, querida, imagino você. A saudade que sentirá dele. Vamos homenageá-lo por toda a sua vida e dedicação ao nosso povo despossuído. Viva Ivo! Encontre Arouca e todos os outros no céu e nos envie sempre energias pra sobrevivermos a tudo que estamos passando e termos forças pra recomeçar. Tchau, querido amigo!
Maria do Carmo Leal, da ENSP
sex, 11/06/2021 - 18:29
Tive o privilégio e honra de conviver e trabalhar com Antonio Ivo durante meus 20 anos de Fiocruz. Aprendi com um grande mestre a importância no nosso trabalho na Fiocruz para o fortalecimento do SUS e, principalmente, o respeito e o orgulho de ser um servidor público no seu sentido mais nobre de contribuir para qualidade de vida e de saúde da nossa sociedade.
Marcelo de Amaral Wendeling, da Fiotec
sex, 11/06/2021 - 18:25
Conheci Antonio Ivo quando ainda era membro da Pastoral de Saúde da Diocese de Nova Iguaçu, época em que exercia uma importante liderança nos movimentos populares de saúde e produziu um dos textos mais fundamentais para a consolidação do campo da educação popular e da participação e controle social em saúde. O texto, publicado na revista "Saúde em Debate" em 1978, viria a se tornar uma das referências mais marcantes da estratégia do Cebes na definição da Saúde enquanto questão democrática. Seus sonhos formaram parte de nossas utopias!
Paulo Amarante - pesquisador aposentado da ENSP
sex, 11/06/2021 - 18:22
Muito triste com sua partida. Combinava uma mente brilhante, com grande capacidade de formulação e proposições, de agregar pessoas e grupos e um coração enorme. Fará uma falta imensa. Na minha geração, a marca que Ivo deixou na ENSP é fortíssima, a ponto de essas duas identidades serem imediatamente associadas. Um homem generoso, inteligente e criativo. É uma das grande marcas da nossa história institucional. Antonio Ivo presente!!
Carlos Machado - pesquisador da ENSP
sex, 11/06/2021 - 18:21
Grande consternação, nestes tempos tristes, com a perda repentina de Antonio Ivo. Colega, amigo, diretor, interlocutor de grande qualidade, justo e elegante no trato das relações institucionais e pessoais. Devo a ele a gratidão e reconhecimento pela forma acolhedora e respeitosa como conduziu a incorporação do Centro de Referencia Helio Fraga à Fiocruz e apoiou nossa gestão e as medidas tomadas. Meu abraço à Ana Furniel e à sua família, e os melhores sentimentos.
Margareth Dalcolmo, pesquisadora da ENSP/Fiocruz
sex, 11/06/2021 - 18:20

Páginas

Voltar ao topoVoltar