Início do conteúdo

Campus Fiocruz Mata Atlântica

C

O Campus Fiocruz Mata Atlântica (CFMA), subunidade orçamentária da Presidência da Fundação, foi implantado em 2003, na área da Colônia Juliano Moreira (CJM), em Jacarepaguá, Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, onde a Fundação já desenvolvia, desde o fim dos anos 1990, pesquisas voltadas à produção de fitoterápicos.

Ao abrir um novo campus na cidade em que mantém sua sede, a Fundação ampliou aquelas que seriam as atividades básicas da subunidade – pesquisa de fármacos, conservação da biodiversidade e controle de zoonoses – para uma vocação mais abrangente: desenvolver tecnologias que conciliem saúde e ambiente. No contexto regional de Jacarepaguá, o CFMA busca responder a uma forte demanda social: enfrentar as iniquidades locais.

Em linha com essa realidade social, o Campus se estruturou ancorado no Programa de Desenvolvimento do Campus Fiocruz da Mata Atlântica (PDCFMA), destinado a elevar a qualidade de vida da população local e compor um equilíbrio sustentável e saudável entre a ocupação humana e o ambiente, tanto natural quanto urbano. Na prática, ele oferece um suporte para a formulação e implementação de políticas públicas integradas de saúde e ambiente.

Para conhecer melhor a região que orientou o Plano de Desenvolvimento do CFMA, leia Geografia social.

Foto do portão de entrada do Horto-Escola da Fiocruz Mata Atlântica
Projeto conta com apoio do BNDES e abarca reflorestamento de 344 hectares em áreas do campus Mata Atlântica e no Parque Estadual da Pedra Branca e geração de empregos
Capa do almanaque Saúde e Cidade - edição jacarepagua 2013
Textos e ilustrações de estudantes de escola de Jacarepaguá - Rio (RJ)
Composição da pagina do Organograma (Arte: Luciana Baptista)
Conheça a estrutura que rege e organiza a Fiocruz
Campus atua nas áreas de saúde e ambiente, gestão territorial e educação não-formal, além de participar em projetos nacionais

Voltar ao topoVoltar