Início do conteúdo

Segurança do paciente e saúde do trabalhador

Segurança do paciente e saúde do trabalhador

Os elementos deste eixo estão fortemente imbricados, sendo o elevado índice de contaminação de profissionais de saúde um problema altamente relevante no enfrentamento da covid19, com importantes repercussões sobre a segurança dos pacientes. Duas áreas decisivas para responder aos desafios colocados são a qualidade do cuidado em suas diferentes dimensões e a segurança/saúde do trabalhador em saúde. Pensar a saúde destes profissionais implica considerar o quadro de crescente precarização e flexibilização das relações de trabalho no SUS.

O adoecimento inerente ao trabalho em saúde pelo contato com o sofrimento e a finitude da vida se soma aos riscos de contaminação. As ações estratégicas da qualidade do cuidado e da segurança/saúde do trabalhador incluem a adesão aos protocolos de manejo clínico, o uso de protocolos de segurança do paciente, as estruturas e processos destinados a proteger pacientes e profissionais de saúde da disseminação do Covid19 no interior dos serviços de saúde e a avaliação e monitoramento do risco de profissionais de saúde pós-exposição ao COVID 19.

Neste componente especificamente, espera-se desenvolver mecanismos de captura de dados, em curto prazo, acerca da infecção pelo coronavírus de profissionais de saúde na rede de serviços, buscando apreender padrões de adoecimento, os efeitos sobre a estrutura de oferta dos serviços, bem como identificar estratégias de cuidado integral à saúde dos trabalhadores.

Educação

 

Para contribuir com a educação permanente para agentes de saúde no enfrentamento da Covid-19, a Rede APS produziu uma série de vídeos que busca reforçar as ações desses profissionais. Todos podem ser assistidos no canal da APS no Youtube.

 

Transmissões do Observatório

Segundo encontro do ciclo de debates abordou os desafios e lições da Covid-19 para a segurança do paciente e do trabalhador da saúde.

 

Voltar ao topoVoltar