Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Educação, Formação e Recursos Humanos em Saúde

Saúde na Escola: intersetorialidade e promoção da saúde

O livro reflete sobre conceitos, modelos, processos e estratégias para enfrentar os desafios da organização dos programas de saúde na escola. Em um momento desafiador e crucial da história da educação no Brasil, a obra do médico pediatra Carlos dos Santos Silva, pesquisador da Fiocruz, analisa propostas inovadoras de reaproximação entre os setores da educação e da saúde.

Português, Brasil


Oficinas Clínicas do Cuidado: efeitos da narratividade sobre o trabalho em saúde 

Obra escrita por seis autoras, todas ligadas a atividades de ensino e pesquisa na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), Oficinas Clínicas do Cuidado: efeitos da narratividade sobre o trabalho em saúde apresenta experiências de um curso-oficina no campo da saúde. O livro é voltado especialmente para gestores e profissionais da saúde, incluindo professores e alunos da área. 

Português, Brasil

Atenção Diferenciada: a formação técnica de agentes indígenas de saúde do Alto Rio Negro

Mais um lançamento da coleção Fazer Saúde, o livro apresenta as contribuições do Curso Técnico de Agentes Comunitários Indígenas de Saúde (CTACIS) na região do Alto Rio Negro do Brasil. Com a proposta de melhorar os serviços de saúde nas comunidades indígenas, o curso foi desenhado como uma estratégia multidisciplinar por diversos atores e implementado de acordo com as realidades locais. 

Português, Brasil

Saúde no Caminho da Roça

Traz sólida base de referências bibliográficas ao mesmo tempo em que se assenta em conhecimentos validados pelas experiências profissionais e pessoais cotidianas dos autores. Foi pensado como instrumento para o “fazer rural” e formação das equipes de saúde nos diferentes contextos brasileiros, com ênfase na Atenção Primária à Saúde (APS) e foco ampliado para além da tradição acadêmica e científica, majoritariamente urbanas.

Português, Brasil

Organização do Cuidado e Práticas em Saúde: abordagens, pesquisas e experiências de ensino

O cuidado e seus desafios para a formação profissional, na melhoria da qualidade nos serviços de saúde e na experiência relacional. Esses aspectos estão presentes nos 16 artigos da coletânea Organização do Cuidado e Práticas em Saúde: abordagens, pesquisas e experiências de ensino, da Editora Fiocruz, organizado por Marilene de Castilho Sá, Maria de Fátima Lobato Tavares e Marismary Horsth De Seta.

Português, Brasil

Saúde e Educação, um encontro plural

"Este livro foi idealizado a partir de nossas conversas sobre a multiplicação de estudos que o tema saúde-educação tem motivado no Brasil entre historiadores e outros pesquisadores que estabeleceram uma interação com a história. Esses estudos, com diferentes enfoques teóricos, segundo nossa perspectiva, precisavam ser reunidos em uma coletânea que fosse composta de trabalhos de historiadores, educadores, médicos e cientistas sociais.

Português, Brasil

Rede de Frio: gestão, especificidades e atividades

Um eficiente (e complexo) processo de conservação, armazenamento e distribuição - denominado rede de frio - garante a qualidade das vacinas que chegam às diversas salas de imunização do país. A manutenção adequada da rede de frio é fator essencial para que se alcance o objetivo de imunizar as pessoas contra doenças infecciosas de grande relevância. Igualmente indispensáveis são a conscientização e a preparação dos profissionais encarregados da rede de frio, a quem esta obra especialmente se dirige.

Português, Brasil

Rede de Frio: fundamentos para a compreensão do trabalho

Um eficiente (e complexo) processo de conservação, armazenamento e distribuição - denominado rede de frio - garante a qualidade das vacinas que chegam às diversas salas de imunização do país.

Português, Brasil

Humanização e Desumanização no Trabalho em Saúde

Apresenta aspectos da sociedade contemporânea que influenciam o cuidado em saúde, questionando se é possível identificar a saúde com uma prática 'desumanizadora'. Para analisar esta questão, o autor utiliza a categoria marxista de alienação, como a “não correspondência entre o desenvolvimento das capacidades humanas – do gênero humano – e sua manifestação no plano dos indivíduos e coletividades concretas”.

Português, Brasil

Voltar ao topoVoltar