Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Debate virtual divulga chamada para intelectuais indígenas e lança série de curtas sobre as trajetórias indígenas na academia


23/06/2020

Portal Fiocruz

Compartilhar:

O Observatório Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz, vai promover na próxima sexta-feira (26) o debate "Povos indígenas na produção de conhecimento: por uma saúde não silenciada". O encontro virtual, que será transmitido pelo canal da Fiocruz no YouTube das 14h às 16h, abordará as perspectivas e trajetórias indígenas no ensino superior e na pesquisa. Essa atividade faz parte do projeto "Vozes indígenas na produção do conhecimento" e visa fortalecer o diálogo e a cooperação entre um grupo de pesquisadores do campo da saúde dos povos indígenas, ligado à Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp), e intelectuais indígenas. O projeto teve o apoio da Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) . 

 

 

Acompanhe o evento ao vivo na sexta-feira, a partir das 14h

O evento marca o lançamento de duas chamadas públicas voltadas para pesquisadores indígenas de toda a América Latina, que sejam autores principais dos trabalhos. As chamadas foram elaboradas pelo comitê editorial do projeto formado por Braulina Aurora Baniwa, Dandara da Conceição Feitosa, Eliane Boroponepá Monzilar, Joziléia Daniza Kaingang, Maria Lucielene Martins Santos e Mário Nicácio.

Além das chamadas também será lançada uma série de curtas sob o título "Vozes indígenas do território à academia", produzido em parceria com a VideoSaúde e Canoa Produções, que mostra as trajetórias de indígenas acadêmicos.

Segundo a pesquisadora da Ensp, Ana Lúcia Pontes, que faz parte da coordenação da iniciativa, o projeto surgiu da necessidade de se valorizar e dar visibilidade à produção do conhecimento de pesquisadoras e pesquisadores indígenas e envolvê-los nos eventos tecno-científicos na área de saúde coletiva.

Diante do contexto da pandemia, as chamadas também buscam contribuições que versem sobre a vivência dos povos indígenas no contexto da Covid-19. Para participar das chamadas, os autores indígenas precisam submeter os trabalhos até 30 de agosto, pelo email: vozes.indigenas.fiocruz@gmail.com, seguindo as orientações dos editais:

Chamada 1: "Corpo, Território, Saúde e Existência/Resistência dos Povos indígenas da América Latina"

Chamada 2: "Diversidade de Vozes dos Territórios Indígenas: Saúde Silenciada"

Com o objetivo de fortalecer e divulgar as vozes dos povos indígenas em diferentes dimensões, o debate terá a participação de lideranças como Nita Tuxá, da Articulação Brasileiras dos (as) Psicólogos (as) Indígenas, e Dinamam Tuxá, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil. A mediação será feita por Inara do Nascimento Tavares, do Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena. Também participarão Mário Nicácio, coordenador das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, e Joziléia Daniza Kaigang, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina.

A abertura da videoconferência contará com Cristiani Vieira Machado, vice-presidente da Fiocruz na área de Ensino, Informação e Comunicação; Ana Lúcia Pontes, pesquisadora da Ensp e coordenadora do GT de Saúde Indígena da Associação Brasileira de Saúde Coletiva; e Ricardo Ventura Santos, da Escola Nacional de Saúde Pública e do Museu Nacional/UFRJ.

Para conhecer mais sobre as iniciativas, visite:

Vozes indígenas do terrítório à academia no Youtube

BVS Vozes indígenas na produção de conhecimento

Voltar ao topoVoltar