Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Vitrine Tecnológica em Covid-19 reúne ações do IOC/Fiocruz contra o vírus


22/10/2020

Por: Kadu Cayres (IOC/Fiocruz)*

Compartilhar:

“Um espaço para visibilidade das ações inovadoras em desenvolvimento no IOC”. A frase do vice-diretor de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Jonas Perales, sintetiza a definição da Vitrine Tecnológica em Covid-19, lançada nesta terça-feira (20/10). A iniciativa tem o objetivo de promover parcerias entre o Instituto e as mais diversas instituições e empresas nacionais e internacionais que contribuam para o enfrentamento da emergência em saúde pública relacionada ao novo coronavírus.

“A ideia é fazer com que a vitrine funcione como um portfólio virtual, que vise a prospecção e o estabelecimento de parcerias para desenvolvimento conjunto, licenciamento e outras modalidades de transferência de tecnologias inovadoras”, explica o vice-diretor, destacando que a plataforma também será utilizada para subsidiar a busca de parcerias estratégicas de naturezas diversas a partir de ações do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), vinculado à Plataforma de Apoio à Pesquisa e Inovação (PAPI).

O primeiro passo para a composição da Vitrine foi a abertura interna de chamada para prospecção de projetos. Em seguida, as propostas passaram pela análise de uma comissão curadora composta por 14 pesquisadores do IOC e por uma avaliação técnica do NIT, para identificação do potencial de inovação do projeto, dos diferenciais da tecnologia e da necessidade de manutenção do sigilo de informações consideradas sensíveis, na qual a divulgação poderia comprometer o caráter inovador. “Neste primeiro momento, 25 inovações foram selecionadas para compor a Vitrine. Todos os servidores ativos do IOC puderam submeter trabalhos, desde que os mesmos trouxessem soluções para a emergência sanitária atual”, comenta Aline Morais, coordenadora da PAPI.

A produção de uma vacina de DNA capaz de induzir resposta celular e de anticorpos com maior nível de proteção; o desenvolvimento de uma plataforma virtual com diversas atividades para educadores, incluindo acolhimento individual em salas online; o mapeamento de epítopos imunodominantes (menor porção de antígeno com potencial de gerar resposta imune) para a indução vacinal de anticorpos protetores; e a criação de um método diagnóstico para detecção da partícula do vírus SARS-CoV-2 utilizando anticorpos alternativos, são algumas das ações inovadoras presentes no conjunto de projetos que contemplam o portfólio virtual.

“Este lançamento torna visível o grande leque de potencialidades nas áreas de diagnóstico, novos fármacos, prevenção e redução de contágio e saúde do trabalhador, assim como em avaliação e organização da assistência, vigilância e informação e comunicação em saúde”, pontua Aline, complementando que a iniciativa também é uma forma de mostrar à sociedade, com total transparência, as ações que vem sendo realizadas pelo IOC no combate à pandemia.

A coordenadora da PAPI adianta, ainda, que a ideia é atualizar a Vitrine anualmente para que novos projetos possam fazer parte do portfólio. Segundo ela, a segunda chamada interna para submissão será realizada no primeiro semestre de 2021. “Importante destacar que a proposta é expandir a vitrine para inserção de outras tecnologias desenvolvidas pelo Instituto e que são voltadas para a solução de outros agravos, não apenas Covid-19. Esta iniciativa, portanto, é uma ferramenta essencial para que tais tecnologias possam virar produtos e serviços para atendimento das necessidades de saúde da população brasileira”, finaliza.

Para conhecer as tecnologias desenvolvidas pela comunidade científica e acadêmica do Instituto, visite a página no site do Instituto Oswaldo Cruz.

Edição: Vinícius Ferreira

Voltar ao topoVoltar