Início do conteúdo

MetrôRio é palco de campanha para a distribuição de máscaras


15/07/2021

Agência Fiocruz de Notícias

Compartilhar:

A estação Botafogo do MetrôRio foi palco de distribuição de máscaras do modelo N95 a passageiros na quarta-feira (14/7). A ação foi promovida pelo movimento Rio pela Vida com apoio da Fiocruz e de outras instituições e realizada na área do mezanino de todos os acessos, seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19. O objetivo foi o de ressaltar a importância do uso da proteção facial adequada, especialmente por pessoas que se expõem diariamente no deslocamento para o trabalho ou na volta para a casa  em transportes públicos da cidade.

 

A ação, realizada na estação Botafogo do metrô, também ocorre nos trens e barcas (Foto: Peter Ilicciev)

 

A iniciativa, que doou 11 mil máscaras aos passageiros que embarcavam e desembarcavam na Estação de Botafogo, vem sendo feita desde 9 de junho em outros pontos estratégicos de grande circulação de pessoas, como trens e barcas. As proteções faciais, que foram doadas para a Fiocruz pela empresa Merck, seguem as exigências da Organização Mundial da Saúde (OMS) para prevenção do Sars-CoV-2 e suas variantes. A ação Rio pela Vida une instituições, lideranças culturais, religiosas, políticas, comunitárias, sindicais, empresariais e, em especial, representações científicas e de profissionais de saúde para o enfrentamento ao coronavírus.

 

 

"O uso de máscaras tem importância fundamental na proteção contra a Covid-19, associado a outras medidas não farmacológicas, como o distanciamento social e a frequência a ambientes ventilados. Principalmente agora, com a circulação de variantes, usar máscara é de extrema importância para defender a própria vida e a dos outros. Fazer isso, junto com a vacinação, será fundamental para enfrentar e vencer a pandemia no Rio de Janeiro, um estado que ainda sofre com altas taxas de letalidade por Covid-19", comentou o assessor de Relações Interinstitucionais da Fiocruz, Valcler Rangel, que participou da iniciativa na estação Botafogo.

 

Estudos apontam que, utilizar corretamente as máscaras, em pelo menos 80% da população, reduz acentuadamente a transmissão do coronavírus, tendo impacto direto na redução de casos e óbitos. Trata-se de uma atitude simples, que pode contribuir de forma satisfatória enquanto continuamos ampliando a imunização, fortalecendo o Sistema Único de Saúde (SUS) e seguindo as orientações da ciência e das autoridades sanitárias.

 

Voltar ao topoVoltar