Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

EAD: curso qualifica profissionais para o enfrentamento da malária


18/04/2018

Por: Antonio Fuchs (INI/Fiocruz)*

Compartilhar:

Anopheles, mosquito causador da maláriaO curso Malária na Atenção Básica à Saúde está com inscrições abertas até o dia 30 de junho. Oferecido na modalidade à distância pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), instituição integrante do Sistema Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), a capacitação busca sistematizar e ampliar o conhecimento de profissionais de saúde de nível superior que atuam na Atenção Básica em regiões endêmicas e não endêmicas para malária no Brasil. O conteúdo da qualificação foi elaborado por profissionais com grande experiência e atuação na área de malária, vinculados a serviços públicos de saúde, entre eles o pesquisador do Laboratório de Pesquisa Clínica em Doenças Febris Agudas do Instituto Nacional de Infectologia (INI/Fiocruz), André Siqueira.

Com duração de 60 horas, o curso de extensão é totalmente gratuito e 100% a distância, sem intermediação direta de tutor, professor ou orientador e contando com recursos educacionais que envolvem modelagem 3D e animação gráfica que auxiliam na assimilação das principais práticas e conceitos. Ao todo, são dez mil vagas disponíveis prioritariamente a profissionais de saúde de nível superior de todo o país vinculados ao SUS.

Apesar disso, demais interessados de outras categorias profissionais que se interessarem sobre o tema também podem acessar os conteúdos. O curso está estruturado em quatro unidades: Malária - aspectos gerais, epidemiologia e ciclo do parasito; Diagnóstico epidemiológico, clínico e laboratorial da malária; Tratamento da malária; e Malária - vigilância, prevenção e controle da doença.

Segundo o vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz e secretário executivo da UNA-SUS, Manoel Barral Netto, com o aparecimento de casos em áreas não endêmicas, se faz necessário atualizar os profissionais de todo o país, especialmente aqueles que não estão habituados a pensar no diagnóstico da malária. “É muito importante para o sistema de saúde que esses casos sejam identificados precocemente. Por esse motivo, o curso tem uma vertente muito prática para ajudar os profissionais dessas duas áreas a manejar os casos oferecendo o tratamento adequado e oportunamente”, destaca.

As inscrições devem ser feitas pelo site da UFMG e após sua realização, os alunos têm até 30 de julho para finalizar a qualificação, de acordo com sua conveniência e disponibilidade. Ao final dos estudos há uma avaliação online. A obtenção do certificado está condicionada ao acerto de pelo menos 60 % das questões do teste.

Sobre a malária

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. A cura é possível se a doença for tratada em tempo oportuno e de forma adequada. Contudo, a malária pode evoluir para forma grave e para óbito.

No Brasil, a maioria dos casos de malária se concentra na região Amazônica, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Nas demais regiões, apesar das poucas notificações, a doença não pode ser negligenciada, pois se observa uma letalidade mais elevada que na região Amazônica.

Com informações da UNA-SUS e do Ministério da Saúde

*Edição: Juana Portugal

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar