Início do conteúdo

Nota da Fiocruz de apoio à carta aberta dos coordenadores de Área da Capes


16/09/2021

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Compartilhar:

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vem manifestar preocupação com as notícias recentes relativas à governança e condução dos processos de avaliação da pós-graduação no país. Segundo carta divulgada por coordenadores de área membros do Conselho Técnico Científico do Ensino Superior (CTC-ES), as decisões e manifestações recentes da Direção da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) podem prejudicar a Avaliação Quadrienal 2021 e colocar em risco o modelo de avaliação construído ao longo de décadas, trazendo insegurança à comunidade científica.

A Fiocruz, instituição de ciência e tecnologia em saúde criada há 121 anos, compreende mais de 40 programas de mestrado e doutorado em diferentes áreas de conhecimento, ofertados em todas as regiões do país, que produzem conhecimento científico e formam profissionais de alta qualificação para a docência, a pesquisa e o Sistema Único de Saúde. Além disso, a Fiocruz é responsável pela editoria de oito periódicos científicos, que publicam anualmente milhares de artigos, da área biomédica às ciências humanas e sociais em saúde. A pandemia de Covid-19, cujo enfrentamento tem mobilizado os esforços institucionais desde o início de 2020, evidenciou a importância da ciência e da pós-graduação para o desenvolvimento nacional e a capacidade de dar resposta às necessidades da sociedade brasileira.  

Desta forma, a Fiocruz registra seu apoio aos coordenadores de área membros do CTC-ES e endossa a apreensão da comunidade acadêmica quanto ao respeito às pactuações nas instâncias colegiadas, à credibilidade e à sustentabilidade do Sistema Nacional de Pós-Graduação, bem como à própria trajetória da Capes, patrimônio da educação e da ciência no país. 
 

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar