Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

12/06/2019

Fiocruz conclui produção de lotes-piloto de antiretroviral

Farmacêutica de Farmanguinhos segurando um frasco do medicamento

Por: Alexandre Matos (Farmanguinhos/Fiocruz)

O Instituto de Tecnologia em Fámacos (Farmanguinhos/Fiocruz) acaba de concluir a produção dos lotes-piloto do Duplivir, um antirretroviral que reúne em um único comprimido dois princípios ativos: fumarato de tenofovir desoproxila + lamivudina. A fabricação pública foi viabilizada por um acordo de transferência de tecnologia da indústria nacional Blanver para o Instituto, a partir de uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP). Desta forma, esta etapa tem como objetivo a inclusão de Farmanguinhos como local de fabricação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A previsão é de que, até agosto, o Instituto esteja executando todo o processo de fabricação deste importante medicamento utilizado no tratamento de pessoas que vivem com HIV/Aids.

No primeiro quadrimestre de 2019 Farmanguinhos distribuiu quase 30 milhões de unidades farmacêuticas do tenofovir+lamivudina. O total previsto para este ano é de mais de 75 milhões de comprimidos para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o diretor do Instituto, Jorge Mendonça, a internalização da tecnologia significa fortalecer a produção pública de medicamentos e o Complexo Econômico e Industrial da Saúde (Ceis). “A fabricação em Farmanguinhos significa garantir o abastecimento do SUS, além de gerar economia aos cofres públicos, o que permitirá ampliar o acesso de mais pessoas ao tratamento”, destaca.

O diretor ressalta ainda que a inclusão de Farmanguinhos como local de fabricação significa que a instituição cumpriu o objetivo integral da parceria, absorvendo o processo fabril do produto nas instalações do Instituto, além de garantir a nacionalização dos Insumos Farmacêuticos Ativos (IFA) que são utilizados na fabricação deste medicamento.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar