Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Fiocruz celebra Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência


19/09/2022

Informe Ensp

Compartilhar:

Em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) promoverá um amplo debate com a participação de pessoas com deficiência e seus familiares. Três grandes eixos temáticos nortearão os debates: ensino e diversidade funcional; o bem estar da pessoa com deficiência no território de Manguinhos; e a pobreza e seus efeitos. Na ocasião, será lançada a Cartilha de Direitos e de Saúde Sexual da Pessoa com Deficiência e serão exibidos vídeos com relatos de vivências de pessoas com deficiência e de pessoas que atuam na emancipação das mesmas.

 

Além disso, haverá uma breve apresentação da parceria entre a Ensp/Fiocruz e o IFF/Fiocruz, a partir da Rede Banco de Leite Humano, para a promoção do aleitamento materno inclusivo. Durante todo o evento, os equipamentos do Laboratório de Acessibilidade da Coordenação de Educação à Distância da Escola estarão disponíveis para conhecimento e uso. O evento acontecerá na sala 410 do prédio da Ensp/Fiocruz e será transmitido, ao vivo, pelo canal da Escola no YouTube. Haverá tradução para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Participe!

Para Laís Costa Silveira, pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Ensp/Fiocruz, mãe de criança com deficiência intelectual, e uma das organizadoras do evento, a atividade representa uma exaltação ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. O evento auxilia no reconhecimento deste extrato populacional como extremamente heterogêneo e com seus direitos humanos mais básicos desrespeitados, em função de um processo de estigmatização quem vem levando a uma histórica exclusão social.

“Aproveitamos esse dia para fazer um amplo evento, que não será um debate científico tradicional, pois já temos aprendido com a literatura. No dia 21 de setembro, a proposta é promover a escuta dessa população quem tem sido invisibilizado pela literatura. Pessoas essas que mais tem seus direitos violados e que mais se deparam com barreiras no acesso aos serviços de saúde e acabam encontrando a qualidade ainda precária desse cuidado, além de serem aquelas com os piores indicadores de morbimortalidade”, reforçou Laís. 

O evento terá início às 8h com café da manhã e boas-vindas. A partir das 8h30, começa a cerimônia de abertura com a participação da Gestora do Grupo Especiais da Maré, Antonia Maria Souza Pirangi, mulher com deficiência física; do diretor da Ensp/Fiocruz, Marco Menezes; da representante da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPD-Rio), Helena Werneck; da representante do Conselho Gestor do Comitê Fiocruz pela Inclusão e Acessibilidade da Pessoa com Deficiência, Sonia Gertner. 

Saiba mais sobre o evento e a programação no site do Informe Ensp

Voltar ao topoVoltar