Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

10/09/2018

Fiocruz Ceará lança seleção pública para doutorado


Por: Ricardo Valverde (Agência Fiocruz de Notícias)

A Fiocruz Ceará lançou uma chamada de seleção pública para candidatos ao doutorado em Ciências/Biotecnologia e Saúde, oferecido em consórcio com outras três unidades da Fundação: Instituto Oswaldo Cruz (IOC), Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná) e Instituto Gonçalo Moniz (IGM/Fiocruz Bahia). O objetivo é formar doutores capacitados a conduzir pesquisas em áreas específicas e para a docência no ensino superior e na pós-graduação lato sensu e stricto sensu, comprometidos com uma visão contemporânea da temática regional, nacional e internacional no que diz respeito a biotecnologia e saúde. O público-alvo da seleção são os portadores de diploma de mestrado em programas de pós-graduação stricto sensu reconhecidos pela Capes e que tenham relação temática com essa área. A iniciativa é uma ação conjunta de duas instâncias da Presidência da Fiocruz: a Vice-Presidência de Educação, Informação e Educação e a Coordenação de Estratégias de Integração Regional e Nacional.

De acordo com o vice-presidente de Educação, Informação e Educação da Fiocruz, Manoel Barral-Netto, o programa segue um modelo já testado, que é o de uma reunião integrativa de unidades da Fundação para oferecer o curso e preencher as necessidades regionais. “Mais uma vez se demonstra solidariedade entre programas, nucleando um grupo local que eventualmente desenvolverá o doutorado de forma autônoma. Esta é mais uma grande conquista da Fiocruz”.

O coordenador de Estratégias de Integração Regional e Nacional da Fiocruz, Wilson Savino, diz que a origem do curso é a demanda claramente identificada na Fiocruz Ceará, que tem um grupo de pesquisadores desenvolvendo estudos no campo da biotecnologia, incluindo modelagem molecular, definição de novos alvos terapêuticos para câncer, engenharia de proteínas, produção de pequenos anticorpos (ou nanocorpos) que são anticorpos de camelídeos, também com fins biotecnológicos, e ainda toxicologia molecular. “Já existe demanda de alunos para essa primeira seleção. Além disso, esse consórcio deverá visar à formação de jovens que eventualmente poderão ser absorvidos quando a planta de plataforma vegetal do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) for instalada no Ceará”, afirma Savino, ressaltando que as inscrições estão abertas.

Os inscritos precisarão apresentar um projeto de tese com orientador local que será colaborador de um orientador oficial de algum dos programas consorciados. A seleção dos inscritos ocorrerá no mês de novembro e o início das aulas em março. O doutorado será ministrado em tempo integral, em regime de 40 horas semanais, com duração mínima de 24 meses e máxima de 48 meses, incluindo a realização e defesa da tese. As atividades do curso serão essencialmente desenvolvidas na Fiocruz Ceará. Os alunos deverão ser orientados por docentes permanentes de um dos programas de pós-graduação integrantes da chamada. No ato da inscrição, os candidatos indicarão o programa de pós-graduação de seu interesse, no âmbito da lista dos seguintes programas stricto sensu: Biologia Celular e Molecular (IOC), Biologia Computacional e Sistemas (IOC), Biociências e Biotecnologia (Fiocruz Paraná) e Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (Fiocruz Bahia). Mais informações aqui

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar