Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Editora Fiocruz lança tradução que apresenta abordagens inovadoras em saúde mental

Livro: Reuniões Dialógicas de Redes Sociais

03/11/2020

Marcella Vieira/Editora Fiocruz, com informações do Informe Ensp

Compartilhar:

A pandemia de Covid-19 vem levantando reflexões e debates inéditos sobre a atenção em saúde mental. Em meio a esse contexto, pensar em novas formas de diálogo é essencial. A Editora Fiocruz lança, nesta quinta-feira (5/11), um livro que apresenta amplas contribuições sobre o tema: Reuniões Dialógicas de Redes Sociais: formas de dialogismo no trabalho psicossocial. Publicada originalmente em inglês, há quase 15 anos, a obra Dialogical Meetings in Social Networks (Karnac Books, 2006) ganha, pela primeira vez, uma tradução para o português, e estará disponível aos leitores em formatos impresso - via Livraria Virtual da Editora - e digital, por meio da plataforma SciELO Livros.

Escrito pelos professores finlandeses Jaakko Seikkula e Tom Erik Arnkil, o título recebeu, na versão em português (tradução de Vera Ribeiro), a revisão técnica de Paulo Amarante e Fernando Freitas, pesquisadores titulares da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz). O lançamento do livro ocorrerá durante o 4º Seminário Internacional A Epidemia das Drogas Psiquiátricas: patologização em tempos de pandemia, evento on-line promovido pelo Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps) da Ensp/Fiocruz e coordenado por Amarante e Freitas.   

Os pesquisadores enfatizam a importância da chegada do volume – que já foi traduzido em mais de 15 idiomas – ao público brasileiro, e reforçam o caráter inovador da obra em um contexto em que a reforma psiquiátrica no país ganha novas dimensões. "O livro chega num momento muito importante em que nós estamos redefinindo e repensando a atenção em saúde mental e a atenção psicossocial, fundamentalmente para aquelas pessoas denominadas com psicose", afirma Paulo Amarante.  

Focado em encorajar a dialogicidade, o título apresenta os Diálogos Abertos (DAb), protagonizados por Seikkula, e os Diálogos Antecipatórios (DAnt), desenvolvidos por Tom Arnkil, práticas inovadoras e revolucionárias, como ressalta Amarante, nos estudos sobre o tema. "São duas inovações que, além de terapêuticas, demarcam uma nova forma de pensar sujeitos coletivos e com eles lidar", revelam os pesquisadores, no prefácio à edição brasileira do livro.
  
Amarante e Freitas enfatizam ainda que os estudos presentes no livro darão aos leitores a oportunidade de compreender o dialogismo como “quadro geral para a análise do discurso e da comunicação, e da vida social em geral”. Eles ressaltam: “Nascemos nas relações e nelas vivemos, e essas relações se tornam a dinâmica organizadora da nossa psique. E os elementos da dialogicidade são comuns a todas as práticas relacionais, sobretudo em nossas relações do cotidiano”.

Ao longo dos nove capítulos do volume, professores, pesquisadores, estudantes, profissionais da saúde e leitores em geral serão estimulados a conhecer melhor as duas abordagens dialógicas. Os tópicos incluem questões fundamentais para a saúde mental como o reconhecimento e a aceitação do outro; o pedido de ajuda entendido como um convite para um diálogo; a adoção do diálogo na prática cotidiana; os elementos curativos nos diálogos; a eficácia das reuniões dialógicas de redes. 

Na avaliação de Fernando Freitas, o livro mostra a força dos diálogos e como, “a partir dos recursos dialógicos, é possível modificar práticas hegemônicas de natureza monológica”. Para ele, a tradução dará uma forte contribuição “não apenas para o aprofundamento do processo de reforma psiquiátrico brasileiro, mas para todos aqueles que trabalham com situações de conflito”, conclui. 

Sobre os autores
➡️ Jaakko Seikkula
Psicólogo clínico e orientador de terapia de família, Seikkula é professor do Departamento de Psicologia na Universidade de Jyväskylä (Finlândia) e do Instituto de Medicina Comunitária da Universidade de Tromsø (Noruega). Trabalha há mais de vinte anos no desenvolvimento, estudo e implementação da abordagem dos Diálogos Abertos nas crises psiquiátricas mais severas e em outras crises. O pesquisador finlandês já esteve no Brasil a convite da Fiocruz, e participou da primeira edição do Seminário Internacional A Epidemia das Drogas Psiquiátricas, em 2017. É autor de mais de cem artigos científicos e autor ou coautor de 12 livros. 

➡️ Tom Erik Arnkil
É professor pesquisador do STAKES (Centro Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento para o Bem-Estar Social e a Saúde), em Helsinque, capital da Finlândia. É professor adjunto de políticas sociais na Universidade de Helsinque. Durante duas décadas, ele e sua equipe estudaram as situações “multiproblemáticas”, em que uma multiplicidade de auxiliares pode ficar emperrada, e procuraram desenvolver meios de melhorar a cooperação entre os profissionais e com os clientes e suas redes pessoais. Arnkil estudou, principalmente, questões relacionadas com crianças e famílias. Além de situações ligadas à família, o conjunto de métodos conhecido por Diálogos Antecipatórios foi aplicado e estudado em outros contextos em que há múltiplos prestadores de assistência, como o atendimento a idosos e o trabalho com desempregados de longa data. É autor e coautor de diversos artigos e 17 livros.

Sobre os revisores técnicos
Além de pesquisadores do Laps/Ensp/Fiocruz, Fernando Freitas e Paulo Amarante são autores da Editora Fiocruz. Lançado em 2015 como parte da coleção Temas em Saúde, o livro Medicalização em Psiquiatria é uma coautoria dos dois professores, que são também editores do site Mad in Brasil, especializados em temáticas de saúde mental, ciência e psiquiatria.    

Médico psiquiatra e doutor em Saúde Pública pela Ensp/Fiocruz, Amarante é também editor da coleção Loucura & Civilização da Editora Fiocruz, além de autor de diversas obras sobre saúde mental, atenção psicossocial e reforma psiquiátrica. Freitas é psicólogo e doutor em Psicologia pela Université Catholique de Louvain (Bélgica). 

Sobre o 4º Seminário Internacional A Epidemia das Drogas Psiquiátricas
Promovido pelo Laps/Ensp/Fiocruz, nos dias 5 e 6 de novembro, o evento será totalmente on-line e gratuito, com transmissão ao vivo e tradução simultânea. Durante o intervalos das mesas, serão apresentadas experiências de Economia Solidária e atrações musicais. 

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, e o diretor da Ensp/Fiocruz, Hermano Castro, participarão da abertura do seminário. Serão dois dias de palestras (5 e 6/11), mesas-redondas, debates, além de exibição do filme Medicando o Normal. Apenas os inscritos no evento receberão certificado. Clique aqui e saiba mais. 

➡️ Para conferir a programação completa, clique aqui para acessar a página do evento no site Mad in Brasil. 

➡️ Para mais informações sobre as transmissões, clique aqui para acessar a página do evento no Facebook.  

Livro | Reuniões Dialógicas de Redes Sociais: formas de dialogismo no trabalho psicossocial
Título original: Dialogical Meetings in Social Networks (2006)
Autores: Jaakko Seikkula e Tom Erik Arnkil | Tradução: Vera RibeiroEditora Fiocruz
Primeira edição (português): 2020
260 páginas
Preço de capa (versão impressa):  R$ 65,00
Preço SciELO Livros (versão digital): R$ 39,00

Voltar ao topoVoltar