Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Covid-19: Governo do RJ cria novo gabinete de crise com Fiocruz


05/05/2020

Ricardo Valverde (Agência Fiocruz de Notícias)

Compartilhar:

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio do decreto 47.020, de 3 de abril deste ano, criou o Gabinete Ampliado de Crise para Assessoramento ao Enfrentamento das Novas Etapas da Pandemia de Covid-19. O governo fluminense, que já havia estabelecido um Gabinete de Crise em 12 de março, criou essa outra instância com o objetivo de ser abastecido com informações, estudos, pesquisas, estatísticas, projetos, planos de ação, estratégias, opiniões técnicas e todos os demais instrumentos e ferramentas, com vistas ao enfrentamento das novas etapas da pandemia do novo coronavírus. O novo gabinete é constituído por um Núcleo de Informação e Pesquisa e por um Conselho de Experts. Pesquisadores da Fiocruz, bem como de outras instituições, fazem parte dos dois setores.

De acordo com o decreto, a intenção é integrar profissionais que sejam reconhecidos em suas áreas de atuação ou ramos do conhecimento como detentores de notável saber técnico, científico ou profissional essenciais ao enfrentamento das novas etapas da pandemia da Covid-19. Entre essas áreas e ramos do conhecimento estão saúde (medicina em geral, enfermagem, epidemiologia, vigilância em saúde, farmácia etc), gestão, economia, transporte, administração, pesquisa, estatística, logística e outros.

O Núcleo de Informação e Pesquisa é composto pelo presidente Edmar José Alves dos Santos, o suplente Roberto Pozzan, Anna Tereza Soares de Moura, Claudio José Struchiner, Christovam Barcellos (Fiocruz), Fernando Augusto Bozza (Fiocruz), Guilherme Horta Travassos, Mario Roberto Dal Poz e Renata Carnevale Carneiro Chermont de Miranda. O Conselho de Experts é formado por Amilcar Tanure, Aurélio Lamare Soares Murta, Eduardo Uchoa Barboza, José Feres, José Gomes Temporão, Luiz Antonio Santini Rodrigues da Silva, Luiz Roberto Londres, Margareth Dalcolmo (Fiocruz), Paulo Marchiori Buss (Fiocruz), Roberto de Andrade Medronho e Rivaldo Venâncio da Cunha (Fiocruz).

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar