Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

18/06/2019

Conheça os requisitos necessários para doação de sangue

Sua doação pode salvar até 4 vidas

Por: Mayra Malavé (IFF/Fiocruz)

Desde 2004, todos os anos o Dia do Doador Voluntário de Sangue é celebrado no mundo inteiro em 14 de junho, e serve para agradecer os doadores que por razões altruístas fazem uma ação que salva vidas. A data também visa conscientizar sobre a necessidade de aumentar o número de doadores e de fazer doações regulares para quem precisa tenha acesso oportuno ao sangue e produtos sanguíneos seguros e de qualidade, como componente fundamental dos sistemas de saúde.

Transfusões de sangue e seus produtos salvam milhões de vidas por ano. O sangue e seus derivados são elementos vitais para o tratamento de mulheres com hemorragias associadas à gravidez e ao parto; pacientes com situações hematológicos ou da medula óssea, problemas hereditários da hemoglobina e de imunodeficiência; vítimas de traumas, emergências, acidentes e catástrofes, bem como pacientes submetidos às intervenções cirúrgicas. O sangue não pode ser substituído e é vital para o funcionamento dos organismos, por isso a extrema importância em ser consciente de que a doação é um presente que salva a vida.

Com o intuito de incentivar o público a se tornar doador voluntário de sangue, a co-coordenadora de Hemoterapia do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Maria Cristina Pessoa dos Santos, esclarece tudo o que uma pessoa precisa saber em torno da doação de sangue.

Qual é a função do sangue no corpo?
O sangue tem como função a manutenção da vida do organismo, pois realiza o transporte de oxigênio e gás carbônico além de nutrientes, excretas, hormônios e anticorpos.

Qual é a importância de doar sangue? Por que escolher se tornar um doador voluntário?
Se tornar doador de sangue é fazer parte de um grupo de voluntários altruístas saudáveis que contribuem para salvar vidas de pessoas doentes. O Hemorio distribui sangue para mais de 200 hospitais públicos e conveniados com o SUS do Estado do Rio de Janeiro.

O que é feito com o sangue doado?
1 - Fracionamento: A bolsa de sangue total é centrifugada e separada em três componentes:
- Concentrado de hemácias;
- Concentrado de plaquetas;
- Plasma.
2- Exames laboratoriais: são realizados exames para determinação do grupo sanguíneo e para detecção de doenças transmissíveis pelo sangue.
3- Liberação da bolsa: após a realização dos exames laboratoriais, a bolsa de sangue é liberada para transfusão.
4- Transfusão: o sangue é utilizado principalmente nas grandes emergências (acidentes de trânsito, por armas, hemorragias agudas etc), nas cirurgias e em pacientes com doenças oncológicas e hematológicas.

Quanto sangue é extraído?
Se pode retirar no máximo 9ml de sangue por quilo de peso. O mínimo de peso é 50 kg, para uma doação de uma bolsa com 450 ml sem nenhuma repercussão negativa para o organismo. O máximo de volume é 495ml.

Doar é um processo seguro?
Sim. O material utilizado é estéril, descartável e de uso individual. Além disso, o doador passa por uma consulta, antes de doar, onde são avaliadas suas condições clínicas.

Quanto tempo o organismo leva para repor o sangue doado?
O organismo repõe o volume de sangue doado no mesmo dia. É importante beber bastante líquido (suco, água).

Doar sangue é doloroso?
Não tem resposta sim ou não, depende, as vezes doar dói um pouco, mas vale a pena passar por esta pequena dor para ajudar.

Com que frequência uma pessoa pode doar?
Os homens podem doar a cada dois meses e as mulheres a cada três meses. Essa diferença é porque as mulheres demoram mais a recuperar o ferro devido as perdas no período menstrual.

Quem já teve hepatite não pode doar?
Depende do tipo de hepatite.

Quem não pode doar sangue? Quais são os impedimentos para doar?
Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por Normas Técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue. Entre esses critérios estão:
- Febre (acima de 37°C);
- Gripe ou resfriado;
- Gravidez atual (90 dias após o parto normal, e de 180 dias após a cesariana);
- Amamentação (até 1 ano após o parto);
- Uso de alguns medicamentos;
- Anemia;
- Cirurgias;
- Extração dentária realizada nos últimos sete dias;
- Tatuagem: um ano sem doar. Só é preciso esperar um ano entre a data da tatuagem até a doação. Esse tempo serve como uma medida de segurança para as pessoas que vão receber o sangue, já que durante uma tatuagem, o possível doador pode ficar exposto a alguns tipos de doenças;
- Piercing: um ano sem doar. Localizado na cavidade oral e/ou região genital: um ano sem doar após a retirada;
- Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina;
- Transfusão de sangue: impedimento por um ano.
Importante: Mais esclarecimentos são fornecidos durante a entrevista clínica que precede a doação.

Quais são os requisitos básicos para doar sangue? 
Portar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira do conselho profissional);
- Estar bem de saúde;
- Pesar no mínimo 50 Kg; 
- Não estar em jejum. Evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação;
- Ter entre 16 (*) e 69 anos, 11 meses e 29 dias; 
(*) jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e / ou responsáveis legais e um documento de identidade original desse responsável. Veja o modelo de autorização.

Quais são os cuidados pós-doação que o doador deve seguir?
Após a doação, descanse durante 5 ou 10 minutos. Tome o lanche oferecido pelo Hemorio. Não fume pelo durante uma hora e nem tome nenhuma bebida alcoólica durante cinco horas. É importante que você não realize nenhum esforço físico até o dia seguinte ao da doação usando o braço do qual foi retirado sangue. E o mais importante, compartilhe sua experiência com seus amigos para que estes também se sintam motivados a doar sangue.

Se uma pessoa quer se tornar doador, qual é o procedimento a seguir? O que deve fazer?
Procurar um serviço de Hemoterapia licenciado pela Vigilância Sanitária. No IFF/Fiocruz recebemos sangue do Hemorio e temos o compromisso de repor o estoque que nos é entregue para atender os nossos pacientes.

Para terminar, sobre o número de doadores, como está o Brasil?
No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue com regularidade. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Ou seja, por aqui, os bancos de sangue operam no limite. Quando falamos dos números mundiais, apenas uma fração dos 7 bilhões de pessoas elegíveis para doar sangue no mundo efetivamente o fazem.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Mais na web

Voltar ao topoVoltar