Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

23/01/2019

Bio-Manguinhos: confira as novidades acadêmicas programadas

Prédio principal de Bio-Manguinhos

Por: Gabriella Ponte (Bio-Manguinhos/Fiocruz)

Quando se trata de qualificação acadêmica, Bio-Manguinhos está com muitas novidades em 2019, quando serão lançados novo mestrado e doutorado em parceria com a UFRJ e parcerias internas na Fiocruz para cursos técnicos em Biotecnologia também avançaram.

Nanobiossistemas

Serão lançados, no segundo semestre de 2019, os cursos de Mestrado e Doutorado Acadêmico em Nanobiosistemas em parceria com a UFRJ (Faculdade de Farmácia e campus de Duque de Caxias), Laboratório Nacional de Computação Científica, LNCC/MCTI e pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro/ MDIC). Marco Alberto Medeiros (Vice-Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico/VDTEC), Gisela Freitas Trindade, do Laboratório de Tecnologia Virológica (Latev) e Andreia de Almeida Aljan, do Departamento de Recursos Humanos (Dereh) são os principais envolvidos com a implantação do mestrado e doutorado em Nanobiossistemas. “Submetemos a proposta ano passado à Capes e conseguimos a aprovação em outubro. Os próximos passos são fechar o Regimento Interno do programa e finalizar o edital de seleção”, explicou Gisela.

O objetivo deste programa é implementar os cursos de mestrado e doutorado acadêmicos através de um projeto de cooperação entre diferentes instituições para propiciar a formação de recursos humanos em áreas tecnológicas chaves como Biotecnologia e Nanotecnologia, contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico do país. “Para o Instituto, esta parceria representa o fortalecimento da interação com a Academia e formação de pesquisadores de alto nível capazes de oferecer soluções para os problemas de saúde do país usando a Nanotecnologia. Bio-Manguinhos conta com 13 doutores que fazem parte do corpo docente para ministrar as disciplinas Imunobiológicos I e Imunobiológicos II”, detalhou Gisela.

Biotecnologia

Ampliando as ofertas de qualificação aderentes às necessidades de Bio, foi iniciada em 2017 a primeira turma do Curso Técnico de Nível Médio em Biotecnologia, coordenado pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), em parceria com Bio-Manguinhos e Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS). Em 2018, o Dereh organizou uma seleção interna dos professores que ministrarão as 12 disciplinas de responsabilidade do Instituto. Foram selecionados 14 professores que tiveram, em dezembro de 2018, um evento para apresentação e integração com a EPSJV.

O planejamento para 2019 é que no primeiro semestre, as ementas das disciplinas sejam finalizadas e no segundo semestre iniciem as primeiras disciplinas a serem ministradas por Bio-Manguinhos. “Os colaboradores que se candidataram mostraram muito interesse e potencial. Essas parcerias com as outras unidades ajudam a fomentar a especialização, uma das principais razões de ser desta Fundação”, afirmou Andreia Aljan.

Uma outra parceria firmada em 2017, desta vez para o Curso Técnico de Biotecnologia do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), resultou na participação de Bio com a disciplina de Tecnologia de Desenvolvimento de Imunobiológicos. A disciplina de 40 horas, ocorreu em 2018 e foi coordenada por Patrícia Cristina da Costa Neves, do Laboratório de Tecnologia de Anticorpos Monoclonais (Latam) e Gisela Freitas Trindade (Latev) e ministrada por professores convidados com temas relacionados ao desenvolvimento e produção de imunobiológicos.

Voltar ao topoVoltar